Canal Exclusive
Revista Online

Rostos novos na diretoria da Anglo American

por Redação | publicado em domingo, 28 de junho de 2015


Paulo Castellari, um dos presidentes da Anglo American no Brasil / Assessoria de imprensa

Sete novos nomes foram confirmados na organização das operações do Sistema Minas-Rio, da Anglo American. São eles: Alberto Vieira, Aldo Souza, Ana Sanches Noronha, Artur Liacre, Luiz Felipe Calfa, Thavashan Perumal e Wagner Silva. A iniciativa foi criada para trabalhar a extração do minério de ferro na região do Médio Espinhaço. O projeto foi orçado em US$ 8,4 bilhões, e estima-se que, até o fim de 2016, sejam extraídos entre 24 milhões e 26,5 milhões de toneladas de minério ao ano. Seis mil novos postos de empregos foram abertos em função das operações. “Acredito que os novos diretores chegam para fortalecer ainda mais o Sistema Minas-Rio”, afirma Paulo Castellari, presidente da Unidade de Negócio Minério de Ferro Brasil.

Instituições investem em novos campus

Átila Simões, reitor da UNA em Divinópolis / Isabela Carrari

Minas Gerais recebeu fortes investimentos de redes privadas de ensino superior no primeiro semestre de 2015. O primeiro foi do Centro Universitário UNA, que inaugurou uma nova unidade na cidade de Divinópolis, em junho. O prédio oferecerá 12 cursos de pós-graduação. A instituição pertence ao grupo Anima Educação e atua em cinco cidades da região central do estado. Outra instituição de ensino que está investindo pesado é a Ibhes/Facemg. Com aporte de R$ 3,8 milhões, a entidade terá seu terceiro campus em Belo Horizonte, capacitado para receber 1.700 novos alunos.

HSBC dá adeus ao Brasil

No dia 9 de junho, o banco britânico HSBC, maior da Europa, anunciou o encerramento de suas atividades no Brasil. As unidades brasileiras existentes serão vendidas para bancos menores. A manobra é uma tentativa de restaurar lucros e alcançar estabilidade até o ano de 2017. Outro país que perderá as operações da corporação é a Turquia. Além do que será arrecadado com as vendas, os cortes somarão uma redução de US$ 5 bilhões em custos. Uma forte preocupação é com as 25 mil pessoas que ficarão desempregadas após a saída. No Brasil, a instituição existe desde 1997 e tem sua sede em Curitiba.

CVC compra Submarino Viagens

Luiz Eduardo Falco, presidente da operadora / Divulgação

Hoje em dia, com a facilidade, a praticidade e a segurança de usar o cartão de crédito, as grandes empresas brasileiras têm aumentado cada vez mais a promoção de vendas no campo on-line. Buscando o fortalecimento da organização no mercado de e-commerce, a CVC Agência de Viagens, maior operadora de pacotes turísticos do Brasil, anunciou a compra da B2W e da Turismo Ltda., empresas que detêm a marca Submarino Viagens. O desembolso pode chegar a até R$ 80 milhões. Com a aquisição, é certo que a CVC aumentará o número de clientes e se destacará ainda mais em seu segmento.

Investimentos em TI somam US$ 60 bi

A Associação Brasileira de Empresas de Software (Abes), em parceria com o International Date Corporation (IDC), revelou uma pesquisa que aponta o Brasil como 7º no ranking dos países que mais investem na Indústria de Tecnologia da Informação (TI). Os dados correspondem a 2014, mas os registros oficiais só foram divulgados em junho deste ano. No ano passado, as empresas brasileiras desembolsaram um total que atinge US$ 60 bilhões no setor. Na América Latina, nosso país domina 46% desse segmento, alcançando a primeira posição. De acordo com a pesquisa, quem mais lidera os investimentos no país são as micro e pequenas empresas, somando 98,9% do montante. As grandes empresas somam apenas 1,1%.

Lexus, a divisão de luxo da Toyota, chega a MG

Fabia Quaresma, gerente-comercial da Osaka BH; Aires Valin, gerente regional de Minas Gerais; e Nanci Marcesi, gerente-geral da Osaka BH / Divulgação

O Grupo Águia Branca traz a Belo Horizonte uma novidade do mercado automotivo. A Lexus, uma das divisões de carros de luxo mais confiáveis nos Estados Unidos, está chegando a Minas Gerais. O segmento pertence à Toyota e, em 24 anos de história, construiu reconhecimento por estabelecer um padrão de qualidade e conforto, destacando-se por suas inovações tecnológicas. Por apresentar toda a refinada estética japonesa, os preços dos veículos partem de R$ 127 mil. Na capital mineira, seis modelos serão comercializados inicialmente. Serão eles: LS 460, NX 200t, RX 350, ES 350, IS 250 e CT 200h. O Espaço Lexus fica situado dentro da concessionária Osaka BH − Av. Carandaí, 874, Santa Efigênia.


Comentários

Mais lidas

Card image cap
Projeto Cidade do gás

Ler matéria
Card image cap
Uma goleada do Vila da Copa

Ler matéria
Card image cap
Rede internacional de sorvetes Cold Stone Creamery inaugura loja em BH

Ler matéria
Card image cap
Diga não aos canudos de plástico em restaurantes e bares

Ler matéria
Card image cap
1 ano da Jabu

Ler matéria