Belo Horizonte, 23/01/2019

Canal Exclusive
Revista Online

Exposição na Casa do Baile apresenta projetos de Burle Marx inéditos em BH

por Redação | publicado em quinta, 13 de dezembro de 2018



Mostra traz ainda reproduções internacionais que foram referências na formação dos jardins brasileiros

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal de Cultura, inaugura neste sábado, 15, às 10h, na Casa do Baile, a exposição “Moderno Jardim Brasileiro”. Com curadoria de Cássio Campos e apoio do Escritório Burle Marx, a exposição contextualiza o jardim moderno brasileiro a partir da reprodução de projetos paisagísticos em fac símile. Um dos destaques é a exibição, pela primeira vez na cidade, de projetos de Roberto Burle Marx e das fases posteriores de seu escritório, incluindo projetos da Pampulha. A mostra fica em cartaz até julho de 2019 e pode ser visitada de terça a domingo, das 9h às 18h. A entrada é gratuita.

A exposição reproduz projetos como do jardim italiano da Villa Lante, de Giacomo Vignola; o jardim barroco francês, nos jardins do Palácio de Versailles, de André Le Nôtre; o jardim cubista, no Jardim de Água e Luz, de Gabriel Guévrekian. Para a produção brasileira serão apresentados projetos de Auguste Glaziou, paisagista do império que fez importantes jardins para o Rio de Janeiro, como a Quinta da Boa Vista e o Campo de Santana; o jardim da Casa da Rua Santa Cruz, de Mina Warchavchik; o jardim moderno de Roberto Burle Marx, José Tabacow, Haruyoshi Ono, Waldemar Cordeiro, Roberto Cardozo, Gustavo Leivas, Júlio Ono e Isabela Ono. Todos os projetos são reproduzidos em mesas, com breves textos explicativos.

Já a parte dedicada ao paisagista Roberto Burle Marx apresenta, além dos projetos da Pampulha, a Praça de Casa Forte (Recife); Ministério da Educação e Saúde (RJ); Avenida Atlântica (RJ), Parque do Flamengo (RJ); Parque das Mangabeiras (BH); KLCC Parque (Malásia); Biscayne (Miami); Praça da Revolução Acre; Museu do Amanhã (RJ); Parque da Vila dos Atletas (RJ); Instituto de Resseguros do Brasil (RJ); Unique Garden Spa (SP). “A proposta da exposição Moderno Jardim Brasileiro, inaugurada na Casa do Baile, é levar os jardins de Burle Marx para dentro do espaço arquitetônico e, ao mesmo tempo, convidar o visitante a ampliar sua conexão sensorial com esses mesmos jardins”, afirma Letícia Dias Schirm, diretora de museus da Fundação Municipal de Cultura.

Dentro do salão expositivo haverá uma mesa do educativo, com moldes de elementos dos projetos dos jardins e materiais diversos que, possibilitarão ao público, se aproximar do ofício do paisagista e elaborar exercícios de composição. Nas paredes dos vidros do auditório estarão impressos textos de apresentação, imagem de Roberto Burle Marx e Haruyoshi Ono, em tamanho ampliado, imagem de uma planta dos jardins da Casa do Baile, evidenciando tanto o caráter estético como valorizando o elemento botânico.

Ao centro da exposição, um grande elemento escultórico branco, de cerca de 5 metros de raio, realizado a partir de parte do projeto do jardim de Burle Marx para o Parque do Barreiro, em Araxá, fará a referência ao biomorfismo, uma das principais características dos seus jardins, evidenciado pelo caráter orgânico e da sinuosidade de muitas de suas propostas.

No pano de vidro da Casa do Baile haverá uma instalação com grafismos das espécies das plantas dos jardins da Casa do Baile, com seus respectivos nomes, num convite e diálogo ao conhecimento e reconhecimento desse jardim. A obra “Da Pampulha para a Eternidade”, do artista Tiago Carvalho, consiste no recipiente de uma flor de lírio amarela, dos jardins da Casa do Baile, embalada a vácuo, em deferência tanto à decomposição da unidade fundamental do jardim, a espécie botânica, como a memoriabilidade dos projetos de Burle Marx no contexto de patrimônio da humanidade. A obra “Moderno Jardim de água e luz”, do artista Cássio Campos, faz referência ao cubista Jardim de Água de Luz, de Gabriel Guévrekian. Um cubo espelhado, dentro do lago do jardim da Casa do Baile, permitirá e provocará o multifacetamento das relações imagéticas entre arquitetura e paisagismo.

A Casa do Baile

Casa do Baile integra o Conjunto Moderno da Pampulha, declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO, idealizado por Juscelino Kubitschek e projetado por Oscar Niemeyer na década de 1940. A função original da Casa era ser um pequeno restaurante dançante, de uso mais popular. A fim de garantir sua preservação e requalificar seu uso, desde 2002 funciona como Centro de Referência de Urbanismo, Arquitetura e Design, vinculado à Fundação Municipal de Cultura, da Secretaria Municipal de Cultura. A Casa do Baile produz e abriga exposições, publicações, mostras, seminários, encontros e ações educativas relacionados aos temas de sua vocação museal.

Referência da arquitetura moderna brasileira, o projeto original e o paisagismo da Casa do Baile foram concebidos por Oscar Niemeyer e Roberto Burle Marx, que propunham uma integração total com o ambiente da lagoa. Niemeyer afirma ter sido o projeto com o qual ele se ocupou das curvas (sua marca registrada) com mais desenvoltura. A planta se desenvolve a partir de duas circunferências que se tangenciam internamente. Delas desprende-se uma marquise sinuosa, bem ao gosto barroco, que provoca o olhar e dialoga com as curvas das margens da represa. Essa marquise é suportada por colunas e termina em outro pequeno volume de forma ameboide. À frente desse volume, há um pequeno palco circular cercado por um lago. O projeto estrutural é de autoria do engenheiro Albino Froufe.

Exposição Moderno Jardim Brasileiro

Abertura: dia 15 de dezembro, às 10h

Visitação: até julho de 2019, de terça a domingo, das 9h às 18h

Casa do Baile (Av. Otacílio Negrão de Lima, 751, Pampulha)

ENTRADA GRATUITA

Informações para o público: (31) 3277-7443


Comentários

Mais lidas

Card image cap
Por que fazemos o que fazemos?

Ler matéria
Card image cap
Projeto Cidade do gás

Ler matéria
Card image cap
1ª corrida contra o câncer beneficia ONG que doa perucas para pacientes oncológicos

Ler matéria
Card image cap
Uma goleada do Vila da Copa

Ler matéria
Card image cap
Rede internacional de sorvetes Cold Stone Creamery inaugura loja em BH

Ler matéria