Canal Exclusive
Revista Online

Sustentabilidade e agilidade

por Redação | publicado em segunda, 09 de julho de 2018


Loft sustentável projetado em apenas cinco dias, mostra como é possível pensar em soluções de preservação ambiental que comecem em casa

Projetada pelo arquiteto Gustavo Bellini, esta casa foi construída em estrutura “stell frame” que, além de rápida, quase não produz resíduos. Foto: Gustavo Xavier

Cuidar e preservar o meio ambiente são atitudes imprescindíveis nos dias de hoje. Por isso, é cada vez mais recorrente a execução de projetos arquitetônicos que priorizem a sustentabilidade.

O arquiteto Gustavo Bellini, do escritório Bellini Arquitetura e Design de Interiores criou recentemente uma residência autossuficiente. Não bastasse o conceito do projeto, o mesmo foi concretizado em apenas cinco dias, mostrando como é possível agregar agilidade e preservação do meio ambiente e bem-estar da população.

“Ser sustentável foi a base desta criação. Nós desenvolvemos um projeto de arquitetura com a estrutura ‘stell frame´: construção seca, rapidez e quase 0% de resíduo – de toda a obra, de 110m², sobrou apenas meia caçamba de resíduo. As estruturas ‘stell frame’ foram usadas bem fora do padrão, retangulares. Todas as paredes são fora de esquadro o que mostra a versatilidade deste sistema construtivo. O loft, inteiro, foi construído em cinco dias e, no sexto, partirmos para a parte dos acabamentos, onde existem peças exclusivas relacionadas com esse processo construtivo à seco”, explica Gustavo Bellini.

image1.png

Em cinco dias, o loft foi construído gerando apenas meia caçamba de resíduo. Foto: Gustavo Xavier

O profissional utilizou energia fotovoltaica, através de fachadas de vidro, aplicando a possibilidade da residência gerar a sua própria energia. “Deixamos de usar apenas aquelas placas de silício que muitas vezes agridem o projeto arquitetônico, e passamos para a personalização da estrutura. Desenvolvemos técnicas e soluções exclusivas, personalizadas, para que este sistema possa harmonizar com o projeto arquitetônico. Fizemos isso através de ‘Bipv’, que são vidros geradores de energia integrados à construção e ‘OPV’, que são células orgânicas também geradoras de energia”, ressaltam.

image3.png

As placas fotovoltaicas produzem energia para toda a casa e também para o carro elétrico que, apesar de antigo, possui motor V8. Foto: Gustavo Xavier

Gustavo exalta que estes vidros podem ser trabalhados em várias cores, tamanhos, modelos e cortes, garantindo, assim, a personalização do projeto. Os profissionais afirmam que este é um lançamento na área de energia sustentável. “Estes painéis receberão a película compatibilizada com o tom de azul usada em toda parte do interior do ambiente e fazem também o desenho do arquitetônico da casa”, conta.

O arquiteto, que é também especializado em engenharia e estrutura metálica, afirma que os projetos sustentáveis já são uma realidade hoje em dia e que isso vem de uma ideologia de que as grandes mudanças no mundo devem começar em casa. “Os carros elétricos, por exemplo, já estão em nosso meio e são uma realidade cada vez mais intensa nas ruas. Quando avaliamos os últimos acontecimentos de escassez de combustível, isso nos provocou uma mudança de pensamento. É importante começar a pensar que, se já sou autossuficiente para gerar a energia para minha própria casa, também posso gerar a energia para meu próprio carro elétrico. É preciso estarmos conscientes a tudo em nossa volta e isso pode começar pelo local onde vivemos e abrigamos a nossa família”, encerra Gustavo Bellini.


Comentários

Mais lidas

Card image cap
Por que fazemos o que fazemos?

Ler matéria
Card image cap
Projeto Cidade do gás

Ler matéria
Card image cap
Uma goleada do Vila da Copa

Ler matéria
Card image cap
Rede internacional de sorvetes Cold Stone Creamery inaugura loja em BH

Ler matéria
Card image cap
Diga não aos canudos de plástico em restaurantes e bares

Ler matéria