Belo Horizonte, 22/05/2019

Ana Yoshida responde as 5 principais dúvidas sobre ladrilho hidráulico

por Redação | publicado em quarta, 20 de fevereiro de 2019



Da escolha à manutenção, a arquiteta dá dicas para usá-lo com originalidade em casa

Esse revestimento dominou os lares brasileiros, principalmente as cozinhas. Feito artesanalmente, ele pode ser customizado e costuma ganhar diversas cores, trazendo um efeito rústico e, ao mesmo tempo, contemporâneo. “O ladrilho hidráulico é um material versátil, está em alta na arquitetura e pode cobrir tanto piso como parede”, fala a arquiteta Ana Yoshida, do escritório Ana Yoshida Arquitetura e Interiores. Habituada a usá-lo nos projetos, Ana enfatiza bastante o diferencial colorido como uma razão para a escolha. Para adotá-lo sem medo, a arquiteta responde às principais perguntas sobre esse revestimento único.

1. Onde encontro o ladrilho hidráulico?

Normalmente, em homecenters ou lojas específicas nesse tipo de acabamento. No escritório, buscamos os ladrilhos em empresas, como Brasil Imperial, Ladrilar, Decortiles, Colormix e Dalle Piagge, entre outras”, conta a arquiteta.

Projeto de Ana Yoshida | Foto: Sidney Doll

2. Porque ele é tendência?

O ladrilho hidráulico é despojado, carregando consigo um pouco do estilo industrial por ter composição cimentícia. Esse é um dos motivos pelos quais se tornou tendência. A procura por ambientes descontraídos e a perda do medo de ousar na cor também influenciaram esse momento. E melhor ainda: hoje em dia, é possível encontrá-lo em todas as faixas de preço.

3. Onde posso usá-lo?

Essa é uma vantagem desse revestimento, que pode estar tanto em piso como paredes, cobrindo até os lugares mais diferentes. As bancadas se tornam a atração dos ambientes gourmet quando coloridas com os ladrilhos, assim como banheiros, varandas e até salas de jantar. “Integrar piso e bancada no ambiente personaliza o projeto de maneira muito criativa”, recomenda Ana Yoshida. Neste apartamento, ela usou o modelo Bandeirinha, uma colaboração de Marcelo Rosenbaum com a empresa Brasil Imperial. As peças criam uma faixa multicor entre o piso de madeira, da cozinha à sala de jantar. Elas sobem pelo centro da parede e são ladeados pelas faixas de espelhos.

Projeto de Ana Yoshida | Foto: Sidney Doll

4. Ele é fácil de instalar?

A resposta é sim! “Sua instalação costuma ser simples, bastante similar à de qualquer revestimento com argamassa. É importante observar que o ladrilho hidráulico conta com uma espessura maior, de 2 cm. Por isso, demanda-se um pouco mais atenção na hora da colocação das peças”, explica Ana.

5. Como é feita a manutenção?

Para o ladrilho hidráulico, recomenda-se a aplicação de resina hidrofugante após a instalação. O material ajuda a manter as características do produto. Depois disso, a limpeza fica fácil, basta um pano úmido no dia a dia. Atenção: esse revestimento é um aglomerado de cimento e não é indicado usar outros tipos de produto em sua superfície.

Sobre Ana Yoshida Arquitetura e Interiores
Para explicar o portfólio atual e moderno da jovem arquiteta paulistana Ana Yoshida, com escritório desde 2008, é preciso ir além da formação em arquitetura e urbanismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Experiências com comunicação visual de lojas, cenografia de festas e eventos, e a paixão pela dança, que ela traz desde a infância, ajudam a compor o caldeirão de ideias que dá forma aos projetos de decoração e interiores cheios de bossa, estilo, personalidade e elegância.

Tel. (11) 3477-7326

www.anayoshida.com.br


Comentários

Mais lidas

Card image cap
Por que fazemos o que fazemos?

Ler matéria
Card image cap
Projeto Cidade do gás

Ler matéria
Card image cap
1ª corrida contra o câncer beneficia ONG que doa perucas para pacientes oncológicos

Ler matéria
Card image cap
Uma goleada do Vila da Copa

Ler matéria
Card image cap
Rede internacional de sorvetes Cold Stone Creamery inaugura loja em BH

Ler matéria