Belo Horizonte, 12/12/2019

CASACOR Minas 2019: Construtora Santa Rosa traz a inovação do drywall para a Mostra

por Redação | publicado em quarta, 11 de setembro de 2019



A agilidade e eficiência da construção em drywall se faz presente na CASACOR em uma edificação de 250m²

A Construtora Santa Rosa faz a sua estreia na CASACOR Minas com um projeto inovador e de grandes dimensões. Em parceria com a arquiteta Estela Netto, a empresa construiu uma edificação de 250m² feita em drywall, um projeto construtivo ainda não tão utilizado no Brasil, mas que vem ganhando cada vez mais espaço.

“Está sendo maravilhoso participar da CASACOR Minas 2019, ano em que a Mostra completa 25 anos e que, certamente, será um ‘marco’ desse belíssimo evento. E fico muito feliz que a Santa Rosa esteja participando dessas Bodas de Prata em parceria com a arquiteta Estela Netto”, declara o diretor geral Luiz Fernando Silva Borges.

O método construtivo drywall, também conhecido como “tecnologia a seco”, tem como vantagem entre tantas outras, o curto prazo de execução em relação aos métodos tradicionais de alvenaria de tijolo comum e/ou bloco concreto. O curto prazo para finalização dos projetos requeridos pela CASACOR Minas, acaba sendo um fator imprescindível para a utilização deste método que, além da rapidez de concretização é, obviamente, também eficaz.

“Durante os estudos preliminares do projeto da CASACOR, a Santa Rosa levou em consideração algumas possibilidades de execução. Porém, devido ao curto prazo de execução da obra, como o cronograma definido pela própria Mostra, a tecnologia drywall ganhou força entre os stakeholders do projeto. Assim, após uma última discussão, a Santa Rosa definiu a utilização do mesmo”, esclarece Luiz Fernando.

Segundo o diretor geral, a instalação e execução do drywall é um processo bem simples e seguro, porém, existem critérios e cuidados a serem seguidos. Afinal, cada projeto tem uma arquitetura diferenciada, o que faz com que as cargas e esforços das estruturas variem sempre de projeto para projeto. “Ou seja, para cada esforço gerado, o drywall trabalha de uma determinada maneira e esta é definida em projeto. Mas, a ‘grosso modo’, podemos dizer que a estrutura trabalha da seguinte maneira: Peças horizontais (piso e teto) fazendo a fixação da parede e peças verticais se travando nas peças horizontais. Trabalhando juntas. Fixadas. Enrijecidas. De tal maneira que o esforço gerado em uma peça seja transferido à outra até que, por fim, a carga seja dissipada”, explica.

A edificação em drywall poderá ser vista durante a CASACOR Minas 2019, até o dia 13 de outubro, no Palácio das Mangabeiras.


Comentários