Belo Horizonte, 28/01/2020

Detox auditivo

por Redação | publicado em quinta, 09 de janeiro de 2020



Intercalar períodos barulhentos com momentos de calma e silêncio podem evitar danos permanentes

Os excessos das festas de fim de ano não se restringem à alimentação. Música alta e fogos de artifícios são alguns exemplos de poluição sonora causada pela intensa programação das festividades. O natal e o réveillon são, por exemplo, eventos que costumam acontecer em ambientes fechados e sem saída adequada do som e, o que poucas pessoas sabem, é que tantos ruídos podem afetar a saúde auditiva.

Alguns sintomas podem variar de pessoa para pessoa e tempo de exposição. Cansaço, dores de cabeça, zumbido, ansiedade, sensação de ouvido tampado, dificuldades para ouvir, irritabilidade, tontura, pressão e estalos no ouvido são incômodos que devem ser investigados. Intercalar o período com descanso e silêncio pode evitar danos permanentes relacionados ao acúmulo dos altos decibéis.

Segundo a fonoaudióloga da Telex Soluções Auditivas Pâmela Costa, é importante compensar o excesso de ruídos aos quais estamos expostos nas festas (como o barulho dos fogos de artifício) e ficar atento à duração dos sintomas. “Tampão ou protetor auricular e descanso em ambientes silenciosos são algumas das propostas de descanso ou “detox auditivo”, sugere.

Ainda de acordo com Pâmela, em caso de grande exposição sonora é necessário realizar o repouso auditivo, evitando o uso de fones de ouvido e permanência prolongada e desprotegida em ambientes com ruído alto. “Vale ressaltar, se os sintomas permanecerem, deve-se procurar um médico otorrinolaringologista para uma avaliação” completa a fonoaudióloga.

A meditação também pode ser uma poderosa aliada quando o assunto é acalmar a audição. Segundo a monja Ângela Chime, o silêncio pode ser reparador não só para os ouvidos, mas para todo o sistema nervoso. “Uma forma de cessar tanta agitação pode ser encarar o início do ciclo como um momento propício para silenciar e entrar no espaço interior. Analisar as ações e hábitos formados no ano pode ser uma boa maneira de se familiarizar com o silêncio. Criar momentos de pausa e reflexão diários fazem bem não só aos ouvidos, mas para a saúde e emoção de uma forma geral”.


Comentários