Belo Horizonte, 16/05/2022

Dia Mundial da Atividade Física alerta para os perigos do sedentarismo

por redacao | publicado em quarta, 06 de abril de 2022



Foto: Nitro Imagens

Unimed-BH lança novo Desafio da plataforma do Circuito #Mude1Hábito para estimular a atividade física de qualidade, gratuita, on-line e com orientação de profissionais

A população mundial sofre com um grande problema: o sedentarismo. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que até 5 milhões de mortes por ano poderiam ser evitadas se as pessoas praticassem alguma atividade física. No Brasil, a situação é preocupante. De acordo com a última Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), realizada em 2019 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 40,3% dos brasileiros são considerados sedentários. Especialistas acreditam que este número aumentou por causa da pandemia. A Organização Mundial de Saúde (OMS) escolheu a data de 6 de abril como o Dia Mundial da Atividade Física para conscientizar a todos sobre os riscos do sedentarismo e sobre a importância do exercício físico para a saúde e qualidade de vida.

O Médico da Família e Comunidade, Guilherme Bruno de Lima Júnior, cooperado da Unimed-BH, explica os riscos do sedentarismo. “Estudos científicos indicam que a falta de exercício físico aumenta a chance de a pessoa desenvolver doenças cardiovasculares, como infarto e derrame, diabetes, alguns tipos de cânceres, além de diminuir a expectativa de vida”.

Segundo a PNS, em 2019, o percentual dos mineiros adultos insuficientemente ativos foi de 35,6%. Mas, com a pandemia e o isolamento social, o cenário pode ser mais complicado. “Segundo a pesquisa em comportamento realizada pela Fiocruz, em parceria com a UFMG e a Unicamp, o tempo médio que as pessoas gastaram assistindo à televisão no ano de 2020 foi de, aproximadamente, três horas, o que é 1,3 horas a mais em comparação ao que ocorria antes da pandemia. Com isso, as atividades físicas que já não são culturalmente muito praticadas, ficaram em segundo plano”, alertou Guilherme.

Benefícios da atividade física

A melhoria da capacidade cardiorrespiratória, do bem-estar e da qualidade do sono, da autoestima, do fortalecimento muscular, da resistência física e a manutenção do peso corporal saudável são contribuições fundamentais para quem pratica atividade física regularmente, além de prevenir e ajudar no tratamento de doenças cardiovasculares, diabetes, cânceres e outras doenças crônicas.

Para quem é sedentário e quer começar a praticar alguma atividade física, o especialista da Unimed-BH orienta um exercício de intensidade leve, sempre que possível sob supervisão profissional do educador físico e respeitando os limites do corpo. “À medida que o preparo físico melhorar, a pessoa pode progressivamente aumentar a intensidade, a frequência e a duração, com o objetivo de se atingir, pelo menos, 30 minutos de exercícios físicos em cinco dias na semana. Entretanto, exercitar-se apenas uma ou duas vezes na semana é melhor do que não realizar nenhum exercício físico”, garante o médico.

O especialista oferece mais algumas dicas para as pessoas muito ocupadas aumentarem o movimento corporal no seu dia a dia:

  • Troque o elevador pela escada para subir até dois andares, se a condição de saúde permitir;
  • em distâncias curtas, em vez de ir de carro, prefira ir a pé ou de bicicleta;
  • para quem tem filhos, invente brincadeiras com movimento corporal que, além das crianças gostarem muito, é uma oportunidade de vinculação e interação entre pais e filhos, permitindo um aumento da atividade física diária.

Circuito Mude 1 Hábito

E para incentivar a população na atividade física, a Unimed-BH lança o novo Desafio do Circuito #Mude1Hábito. São 20 treinos de funcional para a pessoa fazer em qualquer lugar até 24 de abril. Quem comanda os exercícios é o Kenji Takahashi, mais conhecido como Mestre Kenji, uma referência no estilo de vida saudável.

Segundo Kenji, a prática de atividade física com a orientação de um profissional é muito importante para manter uma qualidade de vida. “A Unimed-BH está proporcionando aulas gratuitas, on-line, de diversas atividades físicas e com a orientação de especialistas. Este mês, teremos um treinamento funcional. Vou mostrar que qualquer um pode fazer exercício físico utilizando o peso do próprio corpo ou materiais simples em casa”, explica Kenji.

O Treino funcional trabalha o corpo de modo integrado, mesclando movimentos naturais que são realizados no cotidiano, como agachar e levantar. O Desafio do Circuito #Mude1Hábito proporciona melhora no condicionamento físico, na força muscular, na mobilidade, com alto gasto calórico e emagrecimento. “São exercícios simples para todas as pessoas em qualquer faixa etária. Não existe mais desculpa para ficar sedentário. A Unimed-BH está estimulando a atividade física com conteúdo de qualidade”, comenta kenji.

A Cooperativa lançou a plataforma Circuito #Mude1Hábito em julho do ano passado e várias pessoas começaram a se exercitar pelo aplicativo, disponível para todos clientes e não-clientes Unimed-BH. Para entrar é bem simples: acesse www.circuitomude1habito.com.br, faça o seu cadastro gratuitamente e comece, agora mesmo, a se exercitar.

Informações para a Imprensa:

Janaina Massote – (31) 99217-6603

janaina.massote@redecomunicacao.com


Comentários