Belo Horizonte, 13/08/2020

Festival Liberté, realizado pela Aliança Francesa, conta com live de gastronomia francesa

por Redação | publicado em terça, 28 de julho de 2020



A gastrônoma Pati Chausson, Da Vraubelle, ensina a fazer um Coq au Vin no dia 31/07

A gastronomia francesa é uma das mais renomadas do mundo e gera muito interesse aos apaixonados pela boa mesa. O público terá a oportunidade de conhecer um pouco sobre a culinária, além de cozinhar junto com a gastrônoma Pati Chausson, do projeto Vraubelle, no dia 31 de julho, às 19h, no Instagram da Aliança Francesa BH (@aliancafrancesabh) com a Live Gastronomia Francesa. A transmissão gratuita encerra a programação do Festival Liberté, evento promovido pela Aliança Francesa Belo Horizonte, Consulado Honorário da França em Belo Horizonte e Embaixada da França.

Pati Chausson

Na ocasião, o preparo de um Coq au Vin será acompanhado. A live também é o lançamento de um novo curso da Aliança Francesa, o Atelier de Gastronomia, que acontecerá a partir de agosto, em oito encontros virtuais pela plataforma Zoom. O projeto é voltado para todo o público, com aulas em português, mas com ensinamentos de história, cultura gastronômica francesa e inserção de palavras e expressões voltadas ao mundo da gastronomia. Assim, mesmo que a pessoa não tenha domínio da língua francesa, mas que tenha interesse pela gastronomia de países francófonos, poderá usufruir das aulas.

Formada em Comunicação Social, Pati Chausson desenvolveu um amor único pela gastronomia, incentivado pela sua descendência francesa. A partir desse gosto pela cozinha, a profissional decidiu dar início ao seu projeto Vraubelle, onde realiza postagens e vídeos diários de diferentes receitas fáceis e práticas de se fazer em casa, além de compartilhar conteúdos de literatura, cultura, dicas, curiosidades e sugestões, tudo no que diz respeito à gastronomia.

Segundo Chausson, seu intuito é inspirar as pessoas a fazerem coisas gostosas e bonitas, mas que sejam fáceis, rápidas e acessíveis, usando o princípio do reaproveitamento de ingredientes através da reinvenção de receitas. Ela também acredita que a gastronomia afetiva traz uma nova inspiração, podendo se estabelecer um vínculo emocional com o que se produz dentro da cozinha. Com esse trabalho, ela consegue se conectar com as pessoas que tem esse mesmo amor por cozinhar, e que muitas vezes acham que não tem tempo de se dedicar à culinária. “É incrível ver que posso influenciar positivamente as pessoas, e que na verdade elas só precisavam de uma inspiração”, completa.

O Festival Liberté tem como tema a Liberdade, que faz parte de um dos lemas principais da França “Liberté, Égalité, Fraternité”, que também figura a bandeira de Minas Gerais, inspirada na Revolução Francesa. Todos os anos a Aliança Francesa realiza uma série de atividades em julho em função da Festa Nacional Francesa, celebrada na França em 14 de julho, data da Queda da Bastilha.


Comentários