Belo Horizonte, 28/10/2020

Festival Verbo: Gentileza será digital, de 25 a 27 de setembro, com nomes internacionais e temas relevantes

por Redação | publicado em quarta, 23 de setembro de 2020



Edição anterior do festival/ Giovanny Sá

Com a crença de que a gentileza cura, festival aborda arte, cultura, acolhimento, marcas, negócios, cidades e futuros gentis

Desde 2016, o Festival Verbo:Gentileza reúne iniciativas, marcas, artistas e o público com o objetivo de promover uma convivência mais acolhedora e gentil em grandes centros urbanos. No ano de 2020, em sua quinta edição, ele será realizado de forma diferente, devido ao contexto de pandemia, porém, ainda mais necessário. Entre os dias 25 e 27 de setembro, o Festival Verbo:Gentileza 2020 acontece de forma digital, gratuita e poderá ser acessado pelo site (www.verbogentileza.com.br).

Norteando toda a programação, uma ideia central: a Gentileza Cura. Serão Shows instrumentais, performances, cozinha afetiva, galeria de arte. Destaque para as apresentações de Yamí, duo com o violoncelista italiano Federico Puppi e o percussionista baiano Marco Lobo; Nath Rodrigues e Babadan Banda de Rua.

Uma sala de acolhimento, Catarse Coletiva – Rir e Chorar com Castello e Lôu, traz um comediante e um artista, acolhendo o público, entendendo as angústias da quarentena e provocando gargalhadas.

O público também poderá conferir uma conversa entre os curadores do projeto.

#ARTESALVA_ARTE & CIDADE, com Bernardo Biagioni, Ju Flores (Cura), Marjorie Yamagut e Binho Barreto. E roda de histórias com o escritor Maurício Meirelles, autor de Birigüi.

Além disso, o público encontra na programação yoga, contação de histórias e painéis sobre saúde mental, marcas, negócios, cidades, economia e futuros gentis.

“Traremos diversos temas, mas a gentileza está presente em todos eles. Porque a gente se cura pela arte, yoga, meditação, na cozinha afetiva. Também nos curamos pensando em uma cidade mais gentil, debatendo sobre novas ideias de mercado, abrindo espaço para o diálogo. Acreditamos que a gentileza cura e queremos fazer um festival inspirador. Um respiro para oxigenar as ideias, seguir em frente e acreditar que é possível. Transformar-se e transformar o mundo”, comenta Patrícia Tavares, idealizadora do projeto.

Será um fim de semana para “Respirar”, com arte, cultura, cuidado e amor. E para “Inspirar”, com marcas, negócios, cidades, economia e futuros. “A humanidade está no momento e na propriedade de reinventar o futuro e a nossa ideia fixa é que a vida não pode ser ‘reimaginada’ sem a gentileza num lugar central. Mas não pensamos na gentileza como etiqueta. Pensamos como ética, como linguagem universal da humanidade. Um código de convivência, colaboração e comunicação gentil - de gente para gente”, explica Erlana Castro, cocriadora e curadora do Festival Verbo:Gentileza 2020.

Inscrições: https://www.sympla.com.br/verbogentileza

A programação é gratuita, com possibilidade de contribuições facultativas.

Mais informações:

Verbogentileza.com.br

Instagram.com/verbogentileza

Facebook.com/verbogentileza

PROGRAMAÇÃO CULTURAL

RODA DE HISTÓRIA: HISTÓRIAS DA NOSSA CULTURA POPULAR COM ROSANA MONT'ALVERNE

25 de setembro de 2020, 17h – 18h

Uma tarde entre tradições brasileiras e contos que narram a história de personagens da nossa cultura popular. Uma roda de leitura interativa para todas as idades com Rosana Mont’alverne, autora, tradutora e editora de literatura infantil. É sócia fundadora da editora Aletria e contadora de histórias há 25 anos. Histórias: Fruta Amarela e O Ovo Amarelinho da Galinha do Vizinho.

FESTINHA DE ABERTURA COM A DJ NAROCA

25 de setembro de 2020, 20h30

A DJ Naroca (@djnaroca) na pista Home to Home, para quebrar o esqueleto nos embalos de sexta à noite. Do jazz a tropicália da cumbia ao reggae do rock ao samba mistureba fina alegrando seus ouvidos!

SHOW YAMÍ E VÍDEOS PERFORMANCES DE IMANE E NICOLAS

25 de setembro de 2020, 21h –22h30

O violoncelista italiano Federico Puppi e o percussionista baiano Marco Lobo se juntam no projeto YAMÍ, no qual integram violoncelo e percussão em performances com live electronics. O show é um híbrido de timbres surpreendentes e música eletrônica para ouvir, ver e dançar. Contemporânea e original, essa junção dos instrumentos com os beats da música eletrônica, transforma a noite em uma vivência imersiva.

Imane apresenta a performance "Em memória de nós", com Sérgio Pererê em movimentos chamados por ele de "espaciais" e que se encaixam em qualquer tempo ou ritmo.

O trabalho “Paredes Brancas” traz um pouco da rotina caseira do dançarino e modelo Nícolas Cabaneco. Uma mistura de exercícios, leitura e muita dança em meio aos móveis plantas e artigos caseiros.

RODA DE HISTÓRIA: BIRIGUI, POR MAURÍCIO MEIRELLES

26 de setembro de 2020, 11h30 – 12h30

Uma narrativa composta por palavras e silêncios, lápis, tinta branca e papel Kraft deu origem a Birigüi, livro de Maurício Meirelles. O autor entrelaça sentimentos a cada página, projetando para a seguinte o desfecho de uma perseguição inevitável.

CORPOS PRETOS

26 de setembro de 2020, 15h

Raquel Cabaneco, Ana Laura Justino, Kdu dos Anjos, Led Marques, Pedro DDG

SHOW: BABADAN BANDA DE RUA

26 de setembro de 2020, 20h30 – 22h

As tradicionais Fanfarras vão animar sua noite de sábado. Orquestra de sopros e percussão que traz um som instrumental influenciada por três importantes tradições do povo negro mineiro: O Candomblé, O Congado e a sonoridade das Bandas de Minas.

#ARTESALVA_ARTE & CIDADE, COM BERNARDO BIAGIONI, JU FLORES (CURA), MARJORIE YAMAGUT e BINHO BARRETO

27 de setembro de 2020, 14h

Um papo com curadores de festivais e galerias de arte, redes de arte cidade, sobre a criação e reinvenção de formas de trabalhar durante a quarentena e também a discussão sobre novos modelos de trabalho.

CATARSE COLETIVA _ RIR E CHORAR COM CASTELLO E LÔU

27 de setembro de 2020, 16h – 18h

Sala de acolhimento com um comediante e um artista, acolhendo o público, entendendo as angústias da quarentena e provocando gargalhadas.

SHOW NATH RODRIGUES + INTERVENÇÃO PERFORMATICA DE MAY MOTTA E VÍDEO PERFORMANCE DE JEAN RAMOS

27 de setembro de 2020, 18h30 – 19h30

Um show concebido especialmente para o festival Verbo:Gentileza. Um espetáculo de improviso e de encontro da música com a dança. Nath Rodrigues é multi-instrumentista, cantora, compositora, investigadora das artes cênicas, educadora musical e estudante de Musicoterapia pela UFMG. Eletricamente carregada de versatilidade, Mayra Motta permeia pela música e pela dança há cerca de 10 anos. A artista se destaca por suas habilidades e combinação única de referências e estilos, indo do contemporâneo ao underground.

REALIZAÇÃO: MINISTÉRIO DO TURISMO e Pátria Amada Brasil Governo Federal. Conta com patrocínio do Instituto Unimed-BH, por meio do incentivo de mais de 5,1 mil médicos cooperados e colaboradores ao Programa Sociocultural.


Comentários