Belo Horizonte, 04/06/2020

BH recebe "Grandes Encontros da MPB" na próxima semana

por Redação | publicado em quarta, 08 de janeiro de 2020



Com direção de Sergio Módena e texto de Pedro Brício, musical é um passeio pela história da música nacional, passando por diversos gêneros e enredos, como a Bossa Nova, a era dos festivais, o Clube da Esquina, a música nordestina, o samba e o rock. BH recebe a montagem nos dias 17 e 18 de janeiro, no Grande Teatro do Sesc Palldium.

Se tem algo do qual todos nós podemos nos orgulhar é da Música Popular Brasileira, que faz sucesso em todo o mundo. E não é de hoje. Essa riqueza se torna ainda mais preciosa e aplaudida quando é feita aquela mistura genuinamente made in Brazil. Essa é a tônica do espetáculo “Grandes Encontros da MPB”, que fará apresentações em Belo Horizonte nos dias 17 e 18 de janeiro (sexta-feira, às 21h, sábado às 18h e 21h), no Grande Teatro do Sesc Palladium.

Com direção de Sergio Módena e texto de Pedro Brício, a montagem reúne sucessos como Eu sei que vou te amar, Águas de Março, Garota de Ipanema, Frevo Mulher e outras canções que consagraram a MPB. “Esse musical é uma afirmação da nossa cultura! Precisamos elevar a autoestima do brasileiro, ouvir a nossa música! `Grandes Encontros da MPB ́ é um show teatralizado”, define Sergio Módena.“Grandes Encontros da MPB” é uma produção da Aventura apresentado pelo Ministério da Cidadania e pela SulAmérica, tem patrocínio da Riachuelo e Eurofarma, apoio da Americanet, Livelo e Alelo e Localiza Hertz como locadora de carros oficial. A produção executiva local é da Pólobh e parcerias estratégicas com HBA, Jornal O Tempo, Rádio Super, SouBH, além do apoio cultural do Sesc em Minas. Da Jovem Guarda ao Samba, o elenco, formado por Ariane Souza, Bruna Pazinato, Édio Nunes, Franco Kuster, Júlia Gorman e Thiago Machado, leva a MPB para o palco a partir de depoimentos descontraídos e bem-humorados, histórias e curiosidades. Um passeio pela história da música nacional, passando por diversos gêneros e enredos, como a Bossa Nova, com Tom Jobim, Toquinho e Vinícius, a era dos festivais, com Caetano e Gil, o Clube da Esquina, de Milton Nascimento, a música nordestina, de Elba Ramalho, Alceu Valença, Zé Ramalho e Geraldo Azevedo, o samba com Clementina de Jesus, Cartola, Nelson Cavaquinho e Beth Carvalho, Cazuza e Frejat, Nação Zumbi, Raul Seixas e Paulo Coelho representando o Rock.

“Grandes Encontros da MPB” homenageia e lembra de grandes parcerias da música brasileira partir dos anos 1960, com o elenco interpretando canções inesquecíveis, como Se todos fossem iguais a você, de Tom Jobim e Vinícius de Moraes, Beatriz, de Chico Buarque e Edu Lobo, É Proibido Fumar, de Roberto Carlos e Erasmo Carlos, Sociedade Alternativa, de Raul Seixas e Paulo Coelho, Flutua, de Johnny Hooker e Liniker, e ainda Titãs, Barão Vermelho, Tim Maia, Paralamas, Blitz entre tantos outros. O repertório é costurado por histórias que marcaram o nascimento do gênero. Uma das cenas é a relação entre Caetano Veloso e Gilberto Gil, que durante o período do exílio, receberam a visita de Roberto Carlos. Nesse período nasceram London London, música de Caetano Veloso, que traz diversas vezes a palavra solidão e Debaixo dos Caracóis dos seus Cabelos, de Roberto Carlos em
homenagem ao amigo exilado. Para o roteirista Pedro Brício, a montagem fala não só de parceria artística, mas de amizade: “O musical fala sobre encontros que duraram décadas, não só artisticamente, mas afetivamente. Caetano e Gil, por exemplo, não compuseram tantas canções, mas viveram juntos em Londres, a parceria foi além da música, foi um encontro de vida”, conta. Segundo Délia Fischer, diretora musical do espetáculo, “a música brasileira é o nosso maior bem!”
O figurino também é um dos pontos altos do espetáculo. Assinado pela Karen Brusttolin, leva ao palco uma confecção artesanal, com uma pegada Pop Art, elementos circenses e bastante cor. “Misturo estilos, um pouco de Pop Art e Barroco. Quis dar uma sensação confortável para o elenco e para o público”, define. Tem ainda cenografia de Dina Salem Levy, composta de grandes painéis que serão movimentados pelos atores, dando
forma a vários ambientes, e coreografia de Roberta Serrado.

Sobre a Aventura
A Aventura está há mais de dez anos no mercado, produzindo grandes sucessos musicais e investindo no
crescimento e na modernização do setor teatral brasileiro. Neste período, os espetáculos ampliaram sua
estrutura, ganharam espaço no mercado e poder de atração entre espectadores e investidores. A empresa
assinou grandes sucessos como “Elis, A Musical”, “Chacrinha, o Musical”, “Hair”, “A Noviça Rebelde”, “Romeu &
Julieta, ao som de Marisa Monte”, “Merlin e Arthur, um sonho de liberdade”, entre outros – levando mais de
dois milhões de pessoas ao teatro. Em agosto de 2016, a Aventura inaugurou o Teatro Riachuelo Rio, e em
2019, o Teatro Prudential, no antigo edifício Manchete.

Serviço:
“Grandes Encontros da MPB”
Dias 17 e 18 de janeiro (sexta-feira, 21h e sábado, 18h e 21h)
Local: Grande Teatro do Sesc Palladium
PRÉ VENDA: ingressos a partir de R$20,00 para compras realizadas até 10/01.
A PARTIR DE 11/01: Plateia I - R$ 90,00 inteira | Plateia I - R$ 70,00 inteira | Plateia II - R$ 50,00 inteira
Vendas: nas bilheterias do teatro ou pelo site https://www.ingressorapido.com.br/
Duração: 110 minutos, sem intervalo
Classificação: livre
Informações: (31) 3270-8100 | www.sescmg.com.br/sescpalladium/


Comentários