Belo Horizonte, 04/07/2022

Grupo Carbel deve investir até R$ 10 milhões em 1º Centro de Distribuição de Peças Originais do Brasil

por redacao | publicado em segunda, 03 de janeiro de 2022



Foto: Claudiney Silva Soares/ Edy Fernandes

Empresa deve inaugurar em breve centro logístico de mais de 6 mil m² com três andares e capacidade de estoque de 30 mil SKUs. Clientes vão

ganhar mais agilidade na entrega de peças originais

O tradicional Carbel Auto Group, com atuação há mais de 50 anos no mercado automobilístico, anuncia a criação do primeiro Centro de Distribuição de Peças Originais do Brasil. A expectativa da empresa é que os investimentos cheguem até R$ 10 milhões nos próximos anos em infraestrutura, logística e tecnologia. O novo espaço, que deve inaugurar no próximo ano, fica no bairro São Francisco, região estratégica, de fácil acesso aos principais corredores da capital mineira.

O local contará com peças originais de sete marcas de concessionárias do grupo Carbel: Volkswagen, Fiat, Jeep, Audi, Nissan, Renault e Hyundai. Segundo Claudiney Silva Soares, que será o superintendente do Centro de Distribuição de Peças, o espaço será estratégico para o Grupo e vai proporcionar benefícios para os clientes. “Todas as peças originais dessas marcas em um só lugar trazem ainda mais eficiência na escala de distribuição, gerando capacidade logística para atuar com sucesso no e-commerce e ainda promover maior agilidade na entrega de produtos para os clientes”.

Claudiney ressalta que o Centro de Distribuição de Peças será preparado para a digitalização e para as vendas online. “Queremos ser referência no e-commerce de peças automobilísticas no país”. A expectativa é de que o investimento seja triplicado ao longo dos anos.

O novo Centro de Distribuição de Peças terá cerca de 6 mil m² e três andares (área de armazenamento, de treinamento e expansão e telepeças). O espaço está sendo projetado para estocar até 30 mil SKUs (unidade de controle de estoque).

Diferenciais logísticos

Além do armazém e das tecnologias utilizadas, o centro de distribuição terá uma gama de diferenciais logísticos. Entre eles, a centralização do processo de compra e do time de vendas de peças; sistema WMS (warehouse management system)- sistema de gerenciamento de armazéns; equipamentos logísticos para proporcionar processos mais eficientes de movimentação de carga e de armazenamento de produtos; digitalização de processos; área planejada de Picking, processos de check-out de pedidos e software de roteirização de entregas e projeto com previsão para automatização.

Segundo Claudiney, esses processos logísticos vão propiciar diversos benefícios. “Nosso planejamento vai promover rapidez e qualidade na entrega das peças aos clientes, otimização de custos com o ganho em escala, além de aumentar a produtividade”.


Comentários