Belo Horizonte, 16/05/2022

Hospital da Baleia é um dos mais desejados para residência médica em Minas Gerais

por redacao | publicado em quinta, 24 de março de 2022



Foto: Ludmila de Oliveira Cordeiro Marçal, 32 anos, está no último ano de residência em Pediatria no Hospital da Baleia/ Divulgação

Clínica Médica, Pediatria e Obstetrícia e Ginecologia são as especialidades mais procuradas no Brasil. 55% desses profissionais trabalham na região Sudeste do país.

A Associação de Apoio à Residência Médica de Minas Gerais – AREMG- conta mais de 77 instituições credenciadas em todo o estado, entre hospitais particulares e públicos, faculdades e prefeituras. Dentre elas, o filantrópico Hospital da Baleia é um dos mais desejados pelos profissionais formados em medicina, para realização da residência médica. Prova disso é que, no último Processo Seletivo Unificado de Residência Médica de Minas Gerais, em janeiro de 2022, dos 555 inscritos, 120 candidatos escolheram o Hospital da Baleia como 1º preferência e outros 90candidatos sinalizaram o Baleia como 2º preferência. Na década de 70, o Hospital da Baleia inaugurou um dos primeiros cursos de residência médica do Brasil.

Segundo a pesquisa Demografia Médica no Brasil 2020, as cinco especialidades mais cursadas pelos médicos residentes são: Clínica Médica (15,3%), Pediatria (9,6%), Ginecologia e Obstetrícia (8,6%), Cirurgia Geral (7,4%) e Anestesiologia (7,1%). Assim como a Clínica Médica, a Pediatria é uma especialidade com cerca de 10% do total de profissionais, mais precisamente 10,3% dos médicos do país. Contudo, cerca de 55% desses profissionais trabalham na região Sudeste.

Atualmente, as especialidades mais procuradas para residência médica no Hospital da Baleia são Ortopedia, Cirurgia Geral e Cirurgia Plástica. Além da filantropia, a pesquisa e o ensino estão no DNA do Hospital da Baleia. A instituição já soma a marca de mais de 600 médicos formados. A tradição nasceu da necessidade de formar novos médicos para atender às demandas da Ortopedia, na década de 50. Logo, a instituição expandiu-se para a formação em outras especialidades médicas, trazendo também a pesquisa.

Hoje, mais do que referência em assistência médico-hospitalar de qualidade e atendimento humanizado, o Baleia é reconhecido pela sua forte atuação com ensino e pesquisa. De acordo com a coordenadora do Núcleo de Ensino, Pesquisa e Inovação (NEPI), Vivian Manzaro, esse número deve-se ao trabalho de excelência realizado pelo Hospital, não só para os pacientes, mas para os médicos e residentes também.

O Hospital da Baleia é referência em Minas Gerais no atendimento oncológico adulto e pediátrico. Atende a 88% dos municípios do estado, sendo 95% via Sistema Único de Saúde, o SUS. Além da Oncologia adulta e pediátrica, há outros Centros de Referência, Nefrologia (Hemodiálise e Transplante Renal), Ortopedia, Pediatria, com destaque para o Tratamento e Reabilitação de Fissuras Labiopalatais e Deformidades Craniofaciais (Centrare), além de mais de outras 30 especialidades médicas.

Ensino e Pesquisa

Criado em 2003, o Núcleo de Ensino, Pesquisa e Inovação (NEPI) do Hospital da Baleia tem a missão de gerar e disseminar o conhecimento, qualificar novos profissionais e promover um ambiente que favoreça a atração e a retenção de talentos para a Instituição. O NEPI, tem como objetivos estratégicos formar recursos humanos para a saúde, gerando conhecimento e inovação por meio da pesquisa e avaliação de novas tecnologias em saúde e promover ações de ensino, pesquisa e extensão no contexto institucional.


Comentários