Belo Horizonte, 16/10/2021

Minas Gerais é o estado brasileiro onde mais cresce o turismo

por redacao | publicado em segunda, 20 de setembro de 2021



Foto: Santíssimo Resort/ Reprodução Facebook

O Estado, que teve um aumento de 19,7% nas atividades do setor, se destaca em primeiro lugar no Índice de Atividades Turísticas

Cidades históricas, ecoturismo, diversidade cultural, grandes centros urbanos, culinária e passeios rurais. Esses e outros arquétipos fizeram de Minas Gerais uma das principais rotas turísticas brasileiras entre maio e junho de 2021. Ao menos é o que aponta uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) que identificou um crescimento de 19,7% nas atividades do setor em Minas Gerais ao longo do período. Agregado a isto, o valor arrecadado em terras mineiras passou a ser de 26% na comparação a 2020.


A mesma pesquisa ainda indica que o Estado teve um aumento de 11,9% na média nacional do turismo e apresenta o maior Índice de Atividades Turísticas (IAT) da federação. Com isso, Minas está a frente do Ceará, que tem 16,7%, e do Distrito Federal, que acumulou 14,4%. Muito desse resultado está ligado a diversificação de possibilidades de lazer e descanso ofertadas tanto por empresas quanto pela natureza e ainda pela história. Para o presidente da Associação Empresarial de Tiradentes (ASSET), Wellerson Cabral, o estado tem obtido este crescimento graças as belezas mineiras e o baixo custo para aproveitá-las. “O estado mineiro é recheado de lugares incríveis e nos permite se divertir com pouco gasto. Há muita beleza em Minas Gerais. É preciso explorar mais o estado que vivemos.”, afirma Wellerson.


Uma das cidades mais procuradas da unidade, é Tiradentes, um pequeno município do Campo das Vertentes que concentra todas os tipos de turismo encontrados em Minas. O aumento na demanda de visitantes no município veio no segundo semestre deste ano, após o avanço na flexibilização do programa Minas Consciente. Hoje, a cidade está na Onda Verde do programa estadual o que permite a ocupação total na rede de hotelaria. O reflexo do decreto em vigor foi observado no feriado 7 de setembro, em que mais de 90% dos quartos nas pousadas e resorts estavam ocupados.


Dados da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-MG) divulgados em julho, apontam um aumento de 9,7 pontos percentuais na taxa de ocupação hoteleira na capital mineira em comparação ao mês anterior. Essa relação é motivo de otimismo para os empresários que oferecem esse serviço na cidade. De acordo com o diretor do Santíssimo Resort, Lúcio Barbosa, a expectativa é recuperar o faturamento perdido. “A ocupação está excelente, tanto é que para dezembro já não temos mais apartamentos disponíveis. A procura está tão alta que não é necessário promover muitas estratégias para alcançar os clientes. Os turistas têm nos procurado bastante e, por isso, acredito que vamos recuperar nossos lucros”, diz Lúcio.


Essa alta na demanda de turistas no munícipio contribuiu também para que a proprietária do América Burgers, Camila Marostegan, ampliasse a rede lojas para a cidade vizinha. “Nossa hamburgueria terá uma segunda casa, agora em São João del Rei. Isso só foi possível com as vendas que aumentaram drasticamente no segundo semestre”, confirma Camila. A empresária ainda ressalta que crescimento da empresa se deve com a ampliação do turismo. “O América Burger surgiu no auge da pandemia, dentro de casa. Em meados de novembro de 2020 com a chegada dos turistas, conseguimos aumentar as vendas e mudar de espaço. Quem vem de fora fica maravilhado com nosso precinho e qualidade dos produtos”, destaca Camila.


A partir de agora, com o avanço na vacinação contra a Covid-19, as atividades turísticas estão retornando com segurança e contribuindo na movimentação da economia. Uma vez que, em julho, o saldo de pessoas empregadas foi a melhor do ano, com 4.759 empregos ativos.


Comentários