Belo Horizonte, 30/11/2020

Morre voluntário brasileiro dos testes da vacina de Oxford

por Redação | publicado em quarta, 21 de outubro de 2020



Os testes feitos para pesquisa da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford, em parceria com a farmacêutica AstraZeneca, podem ter ocasionado a morte de um voluntário brasileiro. Isso porque o voluntário faleceu em decorrência de complicações da doença. No entanto, ainda não se sabe se o homem recebeu o placebo ou a vacina de fato. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) disse, em nota, ter sido comunicado sobre o assunto na última segunda (19): “Foram compartilhados com a agência os dados referentes à investigação realizada pelo Comitê Internacional de Avaliação de Segurança". Ainda de acordo com a Anvisa, o Comitê Internacional de Avaliação de Segurança alegou que o caso está sendo avaliado e recomendou que não sejam interrompidos os estudos


Comentários