Belo Horizonte, 18/01/2022

Mostra de Música Barroca faz lançamento neste fim de semana e fecha apresentações com chave de ouro

por redacao | publicado em quinta, 02 de dezembro de 2021



Em comemoração aos seus nove anos de existência, Orquestra 415 de Música Antiga lança nesta sexta-feira, dia 3, concerto baseado em trechos da obra de Dom Quixote de forma on-line e gratuita

A genial peça Suíte Burlesca Dom Quixote, do compositor alemão G. P. Telemann foi a obra escolhida pela Orquestra 415 de Música Antiga, para encerrar as apresentações do projeto de Mostra de Música Barroca, nesta sexta-feira, dia 3, pelo canal do grupo no youtube. “É quase uma peça de desenho animado pois representa trechos da obra de forma muito interessante”, conta o fundador da orquestra, André Salles-Coelho.

No dia do lançamento, a orquestra comemora exatamente nove anos de existência, tendo realizado seu primeiro concerto no dia 3 de dezembro de 2021, na Igreja São josé, centro de Belo Horizonte.

Para compor a Suite Burlesca Dom Quixote, Telemann selecionou algumas cenas do livro de Dom Quixote, de Miguel de Cervantes, transformando essas cenas em música e transportando para o ambiente sonoro com todo o clima proposto nas palavras do escritor espanhol. “Telemann, foi um compositor alemão do período barroco muito produtivo e considerado pelo Guinness Book, o artista que mais escreveu peças na história da humanidade. Ele manteve uma qualidade irrepreensível, compondo em todas as formas e estilos existentes em sua época”, conta André.

Nesta retomada do grupo após o início da pandemia, a orquestra lançou o primeiro vídeo no último dia 12 de novembro, de forma gratuita e digital pelo seu canal no youtube, com o intuito de voltar a ter contato com o seu público e evitar aglomerações. A primeira apresentação contou com dois concertos do compositor italiano Antonio Vivaldi.

Mostra de Música Barroca

Executado com recursos da Lei Aldir Blanc de Minas Gerais, a Mostra de Música Barroca é uma iniciativa da orquestra para oferecer ao seu público e a novos interessados, concertos de música barroca de qualidade, de maneira segura, para que a distância exigida pela pandemia não interrompa completamente a apreciação e fruição dos trabalhos da orquestra.

O objetivo é divulgar a música dos séculos XVII e XVIII, valorizando o patrimônio histórico, cultural e artístico imateriais. “Também, buscamos democratizar o acesso do grande público à música erudita, mas especificamente a barroca ocidental. Desmistificando o acesso à música clássica, que muitas vezes é associada apenas a uma elite, permitindo que qualquer pessoa, com acesso à internet, sem necessidade de deslocamento ou pagamento de ingressos, possa usufruir da qualidade, beleza e grandiosidade desse estilo musical que atravessa séculos na história da música”, afirma André.

Atualmente, a Orquestra 415 é a única orquestra barroca independente no Brasil a manter uma temporada regular de concertos, isso é: uma frequência definida de apresentações (no caso uma a cada mês), onde cada concerto traz um repertório totalmente diferente do concerto passado.


Comentários