Belo Horizonte, 18/01/2022

Mr. Hoppy promove ação de doação de brinquedos em troca de chope neste Natal

por redacao | publicado em terça, 14 de dezembro de 2021



Foto: Mr. Hoppy/Divulgação

Arrecadação será direcionada para entidades

O Mr. Hoppy Prado promete um dezembro bem agitado. Para o último mês do ano a casa mantém seus projetos musicais e promoções especiais. E a casa busca sempre promover ações sociais também. Por isso, esse mês eles lançam a campanha Natal Solidário. Você doa um brinquedo, alimento ou material escolar e ganha um pilsen 330ml - válido 1 por pessoa por dia, de terça a quinta. O cliente ganha um chope e ainda ajuda muita gente nesta época do ano. Lembrando que nos dias 24, 25, 31 de dezembro e 01 e 02 de janeiro, a casa fecha para dar aquele descanso e deixar os funcionários confraternizarem com as famílias também.

Sobre a rede Mr. Hoppy


Criado pelos empresários José Araújo Neto e Vinicius Sampaio, o Mr. Hoppy surgiu com o intuito de oferecer o melhor custo-benefício na hora de comer um hambúrguer de qualidade e tomar um chope artesanal. O modelo "pague e leve" é um dos pilares do sucesso da marca com cardápio que inclui mais de diversas opções de chope.

O Mr. Hoppy nasceu nos festivais gastronômicos de rua, em uma velha Kombi adaptada, servindo chopes artesanais. Depois abriu sua primeira loja física em Curitiba, com foco em revolucionar o mercado de hambúrgueres e chopes artesanais, com boa música, ambientes descontraídos, atendimento diferenciado e preços competitivos. Agora a empresa quer ampliar sua base de franqueados em Minas Gerais e valorizar a produção e venda de cervejas artesanais locais. O sucesso das casas está no formato que confere excelente custo benefício. O crescimento da rede é impressionante e a marca já está em quinto lugar e se insere entre as maiores do país.

Segundo pesquisas da empresa sobre o mercado de fastfood, as franquias têm alavancado o crescimento dos setores de varejo e de serviços, pois elas crescem em um ritmo superior a eles. A rede adotou um novo modelo de negócio, que é tendência pelo baixo custo. Nas unidades, não há garçons e o cliente deve fazer o pedido no balcão. Trabalhando com poucos funcionários e com um cardápio pequeno foi possível reduzir as despesas com pessoal e armazenamento de produtos, o que permite uma diminuição nos gastos com estoque e logística de alimentos.


Comentários