Belo Horizonte, 05/12/2021

O Jardim lança novo menu assinado pelo chef Caio Soter

por redacao | publicado em segunda, 22 de novembro de 2021



Foto: Caio Soter/ Enan Correia

Público já pode conferir releituras de clássicos brasileiros do novo cardápio assinado pelo chef Caio Soter

O Jardim completou um ano e traz novidades. O restaurante de BH que une boa gastronomia a experiências únicas lança seu novo cardápio, assinado e executado pelo chef Caio Soter. Criado com muita técnica, mas com ênfase no sabor, a tradição brasileira é protagonista em um menu que continua descomplicado, mas com mais identidade que promete surpreender os clientes.

Para a nova carta, o chef Caio Soter faz uma homenagem à cozinha do Brasil, com releituras de pratos que estão na memória e no paladar dos brasileiros, mas com os toques especiais d’O Jardim. “Nosso menu é inspirado em pratos clássicos da gastronomia brasileira. Há releituras tanto de receitas de Minas Gerais quanto de outras regiões do país e o público vai encontrar essa brasilidade tanto nas entradas e pratos principais quanto nas sobremesas”, ressalta o chef.

Como entrada, entre as opções estão: Peixe com Açaí, um crudo de peixe amazônico com leche de tigre de açaí e mandiopã; Pão de Queijo com Linguiça, telha de pão de queijo com ragu de linguiça caseira, cebola caramelizada e creme de requeijão de raspa; Carne de Onça, típico prato Curitibano, a carne de onça é uma versão de steak tartare preparada com bastante cebola, cebolinha e azeite, acompanhado de purê de limão e chips de batata doce; Palmito Pupunha, carpaccio de pupunha com emulsão de leite de coco, castanha de baru e picles de maçã; Coxinha de Frango com Quiabo e Queijinho Pachá com barbecue de jabuticaba.

Dentre os pratos principais, o favorito do chef é o Filé Surprise, uma homenagem ao clássico da Casa dos Contos e da Cantina do Lucas: tornedor de filé em crosta de queijo parmesão e presunto, arroz piemontês, batata hasselback frita e banana ouro maçaricada. Outro prato que merece atenção é a Feijoada com Pé de Porco. A versão do prato mais carioca do Brasil vem com purê de feijoada, pé de porco desossado e recheado, vinagrete de jiló e farofinha de alho.

Também estão no menu o Arroz Lambe Lambe, típico da cozinha caiçara, com mexilhão e vôngole frescos, vindo direto de Santa Catarina, e que acompanha picles de maçã e coentro; a Moqueca Baiana, feita com peixe, camarão e banana da terra tostada, acompanhando arroz com alho, banana da terra grelhada, farofa de Dendê e muito Axé; e o Costelão Gaúcho com Arroz Carreteiro, inspirado no fogo de chão dos Pampas, acompanhado de molho roti, arroz carreteiro com aioli, tomate confit e cebola crocante

Os vegetarianos não ficam de fora, é o caso do Strogonoff de pupunha tostado e cogumelos ao leite de coco e palha de baroa; uma versão de Feijoada de Berinjela no missô; Moqueca Vegana, com palmito e banana da terra; e Parmegiana de Abobrinha, que é abobrinha marinada e empanada em farinha panko, purê de abóbora, molho pomodoro defumado e queijo canastra.

A pedidos do público, alguns pratos do menu antigo, que também seguem essa linha de receitas importantes da culinária do Brasil, permanecem na casa. É o caso da Galinhada Mineira, bem caldosa com frango assado, ora-pro-nóbis, quiabo tostado e ovo mollet; do Baião de Dois, uma homenagem à cozinha sertaneja vem com arroz vermelho, feijão fradinho, carne de sol desfiada, linguiça calabresa, bacon, paio, queijo coalho e picles de maxixe; e da Parmegiana Angus, corte alto de baby beef angus empanado em farinha panko e servido com purê de abóbora, molho pomodoro defumado e queijo canastra.

Entre as sobremesas, destaque para a Cartola, prato típico de Pernambuco que ganha versão servida com queijo canastra tostado, calda de doce de leite, banana marinada e gelato de banana caramelizada. Os comensais também vão se deliciar com a Cocada, feita com sagu ao leite de coco e limão capeta, coquinho queimado, gelato de coco queimado e telha de coco.

Além disso, a queridinha dos clientes, a Broa Cremosa de Milho, permanece no menu, mas com uma mudança que fez toda a diferença. Agora a sobremesa vem com uma calda de pé de moleque de dar água na boca.

Sobre Caio Soter

Nascido em Belo Horizonte, Caio Soter sempre teve uma ligação forte com o território e, consequentemente, com a cozinha mineira. Em 2017, fundou a Umami Steaks, marca pioneira em Dry Aged em Minas Gerais. Neste mesmo ano trabalhou com chefs renomados como Felipe Rameh, Fred Trindade, Flávio Trombino e Felipe Galastro. Em 2019, assumiu a chefia do restaurante Alma Chef, também na capital mineira, onde desenvolveu um trabalho inspirado na culinária mineira tradicional feita com ingredientes regionais e, por esse trabalho, foi premiado como Chef revelação da cidade. Em 2020 participou da segunda edição do programa de gastronomia Mestre do Sabor, da Rede Globo e, em setembro do mesmo ano, assumiu a cozinha do restaurante O Jardim. O ano de 2021 marca sua carreira com a abertura de seu primeiro restaurante, o Pacato, e de sua consolidação, não apenas como um grande cozinheiro, mas como formador de profissionais da cozinha e mentor de transições de carreira para a gastronomia.

Sobre O Jardim

O restaurante O Jardim tem como proposta ser um refúgio, um lugar para viver momentos prazerosos, onde é possível sentir-se acolhido. O menu de comida brasileira contemporânea une a gastronomia local com técnicas e sabores que são referências em outras culinárias, com a assinatura do chef Caio Soter. A casa possui um ambiente verde no meio da cidade, aconchegante e sofisticado.

Av. Cônsul Antônio Cadar, 117. São Bento

Funcionamento:

Terça a Sexta, das 11h30 às 15h

Quarta a sexta, das 19h às 23h30

Sábado, das 11h30 às 17h | das 19h às 23h30

Domingo, das 11h30 às 17h


Comentários