Belo Horizonte, 12/12/2019

Quais são os utensílios básicos de cozinha?

por Redação | publicado em sexta, 13 de julho de 2018



Seja para ir morar sozinho, com os amigos ou com o parceiro, é preciso contar com itens básicos e essenciais na cozinha, para que, na hora de preparar determinadas refeições, você esteja bem amparado. Para tornar sua vida mais fácil e prazerosa na cozinha, a publicitária Débora Campos, estudante de gastronomia no Senac e autora do blog “Viverdequê?”, elaborou uma lista com os utensílios que não podem faltar.

  • Facas:

- De chef: tem a lâmina entre 20 cm e 35 cm. Pode ser canelada, ou seja, ter leves depressões na superfície, que ajudam a desgrudar os alimentos entre um corte e outro. Ela é para múltiplas funções, como picar em pedaços variados, fatiar etc.;

- De legumes: sua lâmina tem entre 5 cm e 10 cm, sendo usada para cortes pequenos e delicados, como em frutas e outros vegetais;

- Serrilhada: o ideal é ter uma grande e uma pequena. É ideal para bolos, pães e tomates. Seu tomate nunca mais será o mesmo!

  • Pedra: usada para amolar o fio da faca.

  • Chaira: usada para dar acabamento à faca, tirando todas as irregularidades.

  • Tábua de cortes: evite as de madeira, pois podem ficar com contaminantes. As tábuas de vidro ou de pedra nunca devem ser usadas para cortar, pois tiram o fio da faca. Use as de bambu ou outro material macio, como o altileno (plástico). Tenha, pelo menos, duas tábuas: uma para doce e outra uma para salgado.

  • Talheres:

- Grandes e pequenos: colheres, garfos e facas que serão utilizados à mesa e na preparação dos alimentos.

- Espátula de silicone são ótimas para retirar alimentos das tigelas e do liquidificador.

- Descascador de legumes: que é muito mais eficiente que uma faca.

- Pegador: além de usar os pegadores para saladas, folhas, etc. Pense também utilizá-lo na hora de fritar, substitui bem uma escumadeira quando ele for comprido.

- Concha: muito útil para sopas, feijões, cremes, etc. Tenha dois tamanhos, uma grande e outra pequena.

- Ralador: para ralar o alho, a cenoura, a noz moscada, etc.

- Peneira ou chinois (é uma espécie de peneira que parece um cone).

- Escumadeira: para retirar alimentos de panelas com líquidos quentes.

- Fuê: batedor de cremes e bolos. “Depois que você tem um desses, não vive mais sem”, garante Débora Campos.

-Tesoura: para abrir embalagens.

- Espremedor de batatas: para purês, nhoques, etc.

  • Utensílios para pesar e medir:

- Mini balança: ideal para medir os ingredientes quando as receitas são em gramas.

- Copos medidores: para não errar a mão nas receitas que usam como referência xícara, colher, etc. Escolha também um copo medidor grande para litros.

  • Panelas:

- De pressão: garante agilidade na cozinha. Use com cuidado.

- Grande: para macarrão, por exemplo.

- Média e pequena: para feijão, arroz e refogados.

- Frigideira antiaderente: será muito mais fácil fazer panquecas, entre outras coisas.

- De vapor: para cozinhar alimentos preservando mais os nutrientes.

- Caneca: para esquentar líquidos como água, chá, etc.

  • Formas:

- Para pão.

- Para pizza.

- Para bolo ou cupcakes.

- Para tortas (com aro removível).

- Assadeira: para assar alimentos em geral (pequena, média e grande).

  • Eletroeletrônicos:

- Fogão e forno: indispensável, claro, para quem quer se aventurar na cozinha.

- Geladeira: conservar os alimentos requer atenção, inclusive com relação ao armazenamento. Dê preferência para recipientes de vidro.

- Liquidificador: famosa “mão na roda”, uma vez que é um item versátil, usado em diversas receitas.

  • Tijelas: pequenas, médias e grandes, para preparar alimentos, misturar massas e até servir à mesa.

Dicas da Débora!

  • Se você cuidar bem de seus utensílios, eles podem durar a vida inteira. Então, vale a pena investir em produtos de qualidade.

  • Não recomendo materiais como o alumínio, cobre ou plástico (salvo poucas exceções no caso do plástico). Prefira materiais de inox, vidro, ferro, esmaltados e cerâmicas. Exija qualidade, pois alguns produtos baratinhos podem conter materiais que prejudicam a nossa saúde.

  • Coloque uma ou duas folhas de papel toalha, molhadas, embaixo da tábua de corte. Assim, ela não escorrega quando você está trabalhando.

  • Sempre deixe suas facas afiadas. Em primeiro lugar, para a sua segurança, pois o esforço de picar é menor. Segundo, porque aumenta sua eficiência. E, terceiro, porque os cortes ficam lindos e bem apresentados.

  • Sempre manuseie a faca com cuidado, transportando-a com a lâmina voltada para baixo.

  • Cuidado com facas debaixo dos panos de pratos, quando estão todas misturadas no escorredor ou quando caem no chão. Nesse caso, nunca tente pegá-las no ar, pois é desastre na certa.

  • Cuidado ao guardar as facas e nunca deixe-as misturadas a outros utensílios. Elas devem estar embrulhadas ou colocadas em porta facas, fora do alcance de crianças.

  • Uma faca com a espiga inteiriça tem melhor equilíbrio e é mais duradoura. Esse tipo de lâmina segue até o final do cabo e, assim, fica mais difícil de a faca quebrar na sua mão.

  • Se a faca tiver carbono nas lâminas, fica mais fácil mantê-la afiada.

Sobre Débora Campos:

Débora Campos é publicitária, criadora do blog Viverdequê? e estudante de Gastronomia no SENAC. A inspiração para produzir pratos saudáveis e especiais surgiu com a maternidade. O Viverdequê? já conquistou mais de 2,5 milhões de acessos, além de mais de 40 mil inscritos no YouTube, 16 mil seguidores no Instagram e quase 69 mil curtidas no Facebook.


Comentários