Belo Horizonte, 20/01/2021

Seminário “Corpo Cidadão 2020: arte e cultura na mesa todo dia” tem abertura com Gilberto Gil

por Redação | publicado em quarta, 02 de dezembro de 2020



Foto: Gilbeto Gil/ Reprodução Instagram.

Seminário ocorre do dia 3 ao dia 6 de dezembro

O Corpo Cidadão, braço social do Grupo Corpo Cia. de Dança, é uma instituição que há 20 anos contribui para a ampliação do acesso à arte para milhares de crianças, adolescentes e jovens. Diariamente, a organização abre espaço para que cada um desenvolva seu autoconhecimento, a sensibilização do seu olhar, da sua escuta e a ampliação da sua visão de mundo.

O Corpo Cidadão acredita no poder transformador da arte como a forma mais genuína de expressão do ser humano e seu trabalho se pauta na construção coletiva e na articulação em rede com o envolvimento de todos os atores.

Agora, com a pandemia e o isolamento social, a ONG percebeu a oportunidade de ampliar sua atuação e explorar as potencialidades do momento: além da ampliação do uso do ambiente virtual para a manutenção dos vínculos com os participantes do projeto, a internet se mostrou eficiente na promoção do debate e no incentivo de novas experiências com a arte e a cultura.

Assim, apresentamos o Seminário Corpo Cidadão 2020: “Arte e Cultura na mesa todo dia”, refletindo sobre a importância da arte e da cultura no nosso cotidiano e de que maneira é possível contribuir para o seu acesso irrestrito.

O tema foi inspirado em uma entrevista do Gilberto Gil:

"A gente precisa acabar com essa história de achar que a cultura é extraordinária. A cultura é ordinária! Cultura é igual feijão com arroz. É necessidade básica. Tem que estar na mesa. Tem que estar na cesta básica de todo mundo.

Os convidados das Roda compartilharão suas vivências como artistas (ou artistas e educadores), destacando as contribuições de suas produções para a construção do cenário cultural brasileiro e qual a importância de garantir acesso irrestrito a esses conteúdos.

O Seminário será realizado virtualmente, do dia 3 ao dia 6 de dezembro, através das plataformas disponíveis nas redes sociais. Toda a gestão técnica do evento e apoio à produção está a cargo do Rolê Maravilha. A mesa de abertura, além da tradução em Libras, terá tradução simultânea em inglês e espanhol, realizadas voluntariamente pela equipe da Hive BH.

A experiência de abrir o debate para a popularização da arte e da cultura não é nova no Corpo Cidadão. Em sua trajetória, a organização desenvolveu iniciativas semelhantes, com destaque para o seminário “Erudito e Popular”, com a participação de vários artistas, entre eles o cantor e compositor Tom Zé. O encontro proporcionou trocas importantes e gerou conteúdos enriquecedores para as reflexões e construções da organização e para o público do evento.

Tendo em vista esse percurso, e a atualidade do tema, o Seminário Corpo Cidadão 2020: «Arte e Cultura na mesa todo dia» abre o debate sobre o papel da arte no momento atual, com atores culturais de diversas origens, para juntos fortalecermos o reconhecimento desse campo como vital para o desenvolvimento humano.

Programação Seminário Corpo Cidadão 2020: “Arte e Cultura na mesa todo dia”

Quinta-feira - 3 de dezembro

20h: Apresentação do seminário - Miriam Pederneiras, Hernany Mendes e Luana Campos

20h15 : Roda de Abertura
Participação: Ailton Krenak e Gilberto Gil Mediação: Di Souza

Sexta-feira - 4 de dezembro

10h – Roda de Teatro
Convidados: Eduardo Moreira, Bia Lessa e Marco Antônio Rodrigues Mediação: Leda Martins

14h – Roda Artes Visuais
Convidados: Jaider Esbell, Rosvita Kolb e Marilda Castanha Mediação: Edileila Portes

Sábado - 5 de dezembro

10h – Roda de Cinema
Convidados: César Piva, Ruy Guerra, Helvécio Ratton e Maurílio Martins Mediação: Daniela Vargas

14h – Roda de Dança
Convidados: Rodrigo Pederneiras, Isabel Marques e Henrique Rodovalho Mediação: Maria Emília Gomez

Domingo - 6 de dezembro

10h – Roda de Música
Convidados: José Miguel Wisnik, Letieres Leite e Rafael Martini Mediação: Marcelo Dai

11h45: Encerramento: Luana Campos e Hernany Mendes

SOBRE O CORPO CIDADÃO

Fundado em 8 de fevereiro de 2000, o Corpo Cidadão é uma organização sem fins lucrativos que trabalha a arte educação com centenas de crianças, adolescentes e jovens de Belo Horizonte e região metropolitana. A iniciativa nasceu em 1998, quando o Grupo Corpo Companhia de Dança incentivou e apoiou alguns de seus sócios e funcionários a expandir seu trabalho para lugares onde o acesso à arte e a cultura era restrito. Em seu início, o projeto oferecia oficinas de dança a crianças e adolescentes integrantes de instituições beneficentes, moradores de vilas, comunidades e favelas, no contraturno escolar. A proposta era oferecer uma oportunidade de vivência da infância, da adolescência e da juventude por meio das atividades, e desenvolver a consciência da cidadania, da responsabilidade, das habilidades interpessoais e motivação na busca por oportunidades e novos conhecimentos. Observava-se que os participantes se envolviam cada vez mais nessa proposta. Assim, o Corpo Cidadão se sentiu fortalecido em ampliar o seu projeto inserindo novas oficinas (música, artes visuais e teatro) em seu cotidiano. Como consequência passou a atender um número cada vez maior de participantes. Esse crescimento gerou a necessidade de criar uma associação para gerenciar todas as ações de responsabilidade social em atividade. Atualmente, o Corpo Cidadão é uma associação reconhecida como de utilidade pública municipal e estadual. Atua com oficinas de arte educação, direcionadas por uma Proposta Política Educativa (PPE) que é a força motriz e a base na qual este trabalho se apoia.


Comentários