Belo Horizonte, 26/09/2020

Shows e exposição on-line estão entre os destaques da semana no Circuito em Casa

por Redação | publicado em quarta, 05 de agosto de 2020




Show Chora Cavaco com Wesley Henrique/ Foto: Alexandre Rezende

Projeto que oferece opções de arte e formação para a cidade, em novos formatos digitais, reafirma diversidade da cena cultural de BH na programação dos dias 04/08 a 10/08


A cultura de Belo Horizonte segue conectada, em suas muitas linguagens, na programação do Circuito em Casa, versão on-line do Circuito Municipal de Cultura. Uma nova rodada de atrações, com opções para todos os públicos, será apresentada entre os dias 4 e 10 de agosto. São produções adaptadas para a transmissão em formatos digitais, durante o necessário período de distanciamento social, diante da pandemia da Covid-19. O Circuito em Casa é realizado pela Secretaria Municipal de Cultura e Fundação Municipal de Cultura, em parceria com o Centro de Intercâmbio e Referência Cultural (CIRC).


AULA DE PERCUSSÃO COM NARA TORRES E SHOW COM WARLEY HENRIQUE


A percussionista e Dj Nara Torres, fundadora dos blocos de carnaval Chama o Síndico e Sagrada Profana, é pesquisadora dos ritmos brasileiros e participa do Circuito em Casa, nesta semana, com uma aula aberta a todos os públicos. O vídeo estará disponível no próximo sábado (8), a partir das 16h.

Ainda no campo da música brasileira, no domingo (9) é a vez do músico, arranjador, compositor e instrumentista Warley Henrique, referência na cena do chorinho, samba e música instrumental em Belo Horizonte, se apresentar no Circuito. Com o show “Chora Cavaco”, disponibilizado a partir das 17h, ele mostra as possibilidades rítmicas, melódicas e harmônicas que extrai do seu cavaquinho de cinco cordas, com clássicos de Pixinguinha, Cartola, Noel Rosa e composições de sua autoria.

ROCK E BATE PAPO SOBRE O CLUBE DA ESQUINA


Ainda no campo musical, a programação desta semana do Circuito em Casa traz também o show de Khadu Capanema, fundador, cantor e compositor da banda Cartoon e de outros projetos na cidade, como a Orquestra Mineira de Rock. Em apresentação disponibilizada na quarta-feira (5), a partir das 20h, ele apresenta com voz e violão repertório que passeia por mais de 20 anos de carreira.

No sábado (8), um dos discos mais importantes da música mineira e brasileira é tema da conversa Coração Americano – Bastidores do Álbum Clube da Esquina, disponível a partir das 20h. O clássico, liderado por Milton Nascimento e Lô Borges, será discutido pelas artistas Andréa Estanislau e Bárbara Barcellos, um encontro de gerações embalado pelas suas belas canções de amizade, amor, esperança, encontros e despedidas.

SARAU PRELÚDIOS NEGROS E EXPOSIÇÃO "FISSURADA”

Na quinta-feira (6), a partir de 21h, a atração é o Sarau Prelúdios Negros, uma proposta de “aquilombamento” de desejos, ideias, expressões e falas. Na tela, a artista Josy Anne (nome artístico de Josi Lopes) convida Milena Torres, Fredda Amorim e Elen Cristina para um encontro que engloba os corpos e as vozes negras, buscando fomentar novos espaços inquietos de trocas, movimentos e pensamentos sobre a arte e a identidade racial.

Outra atração que busca refletir sobre as diferentes identidades é o lançamento e bate-papo sobre a exposição Fissurada - A Hospitalização como Dispositivo Criativo. O trabalho parte da autobiografia da artista Antônia Muniz, diagnosticada no nascimento com o quadro de lábio leporino e que transformou essa experiência ao longo dos anos em novos olhares sobre o corpo, a fotografia, o bordado e a poesia. A exposição estará disponível a partir de 18h da sexta-feira (7), seguida de conversa com a artista e mediadora Brisa Marques.

PERFORMANCE “GAYGSTER” COM AZIZI MC


Aproximando os diálogos do hip-hop com a cultura LGBT, a atração da sexta-feira (7) é Azizi MC com a performance Gaygster, disponível a partir das 21h. Artista performer afrofuturista da região Nordeste de Belo Horizonte, ele traz, desde 2015, o tema da diversidade ao universo do rap, definindo o repertório de suas performances musicais a partir de suas vivências cotidianas como jovem negro, gay e periférico. A transmissão conta ainda com a participação do DJ e produtor musical Clebin Quirino, que comanda os toca-discos durante a imersão sonoro-visual, criando uma intervenção urbana e regionalizada.

CIRCO E TEATRO DE SOMBRAS PARA CRIANÇAS


O circo é destaque na quinta-feira (6), a partir de 19h, com a performance “Vende-se”, de Lucas Castro. O trabalho nasceu em 2015 e nele o equilibrista divide com o espectador seus sentimentos a partir da arte e das peripécias. A performance é dirigida pelo coreógrafo catalão Cisco Aznar e tem trilha de Cecília Bartoli interpretando Vivaldi.

No domingo (9), para quem tem crianças em casa, a dupla Pablo Lamar e Sara Pinheiro apresenta o seu teatro de sombras. Disponível a partir das 16h, o vídeo “Mero: um mergulho para crianças” conta a história de K, um mero funcionário, que um dia foi engolido por um peixe. Bonecos e efeitos sonoros compõem esse novo mergulho, feito em momentos de isolamento com a família e composto também por edições de vídeo.

A programação do Circuito em Casa é transmitida a partir das seguintes mídias:

Canal da Fundação Municipal de Cultura no YouTube (youtube.com/canalfmc)

Páginas do Circuito no Instagram (instagram.com/circuitomunicipaldecultura

Página do Circuito no Facebook (facebook.com/circuitomunicipaldeculturabh)

Site do projeto www.circuitomunicipaldecultura.com.br


SOBRE O CIRCUITO EM CASA

O Circuito em Casa busca ampliar as opções culturais para a população que está em casa durante a pandemia da Covid 19, como parte dos esforços da Prefeitura para manter o distanciamento social, conforme as recomendações da Secretaria Municipal de Saúde. A programação foi montada a partir das atividades que já estavam previstas para ocorrer no Circuito Municipal de Cultura, iniciadas no final de 2019 e suspensas em razão dda pandemia. Nesse sentido, o “Circuito em Casa” busca fortalecer a presença dos bens culturais para a população das diferentes regiões da cidade, assim como manter o intercâmbio e a qualificação da cena artística de Belo Horizonte durante o isolamento.

O projeto foi cuidadosamente desenvolvido, a partir das recomendações dos especialistas da saúde, de forma a reforçar o isolamento e proteger os envolvidos. Todos os artistas estão sendo orientados remotamente pela produção do Circuito, com as medidas necessárias contra o contágio do Coronavírus e a formatação de cada apresentação conforme as exigências sanitárias de prevenção à pandemia. Além disso, em todas as apresentações do “Circuito em Casa”, os artistas veicularão mensagens de conscientização ao público, visando ampliar o combate à Covid-19 em Belo Horizonte.

SOBRE O CIRCUITO MUNICIPAL DE CULTURA

O Circuito Municipal de Cultura foi lançado em dezembro de 2019, junto às comemorações do aniversário de Belo Horizonte. Desde então, movimentou a programação da cidade com apresentações como a de Jorge Ben Jor, na Praça da Estação, e Rincon Sapiência e Tamara Franklin, no Viaduto Santa Tereza, ambos na Zona Cultural Praça da Estação. Foram planejadas mais de 150 atrações artísticas e formativas, locais, estaduais e nacionais, durante 12 meses, contemplando diversas linguagens e o público de diferentes faixas etárias.

PROGRAMAÇÃO DO MÊS DE AGOSTO - CIRCUITO EM CASA

youtube.com/canalfmc
instagram.com/circuitomunicipaldecultura
facebook.com/circuitomunicipaldeculturabh

Site: www.circuitomunicipaldecultura.com.br

04/08 - Terça-Feira - 11h

Vídeo - Territórios Culturais - Histórias de Alimentar a Alma - Episódio 8 - Receita de Biscoitinho da Vovó, com Gabriela Santos - Gastronomia

Sinopse: No sétimo episódio da série “Histórias de Alimentar a Alma”, do Projeto Territórios Culturais, você vai conferir uma receita de “Biscoitinho da Vovó” preparada por Gabriela Santos, moradora do bairro Padre Eustáquio, em Belo Horizonte.

Gabriela costuma dizer que cresceu na beirada do fogão. Sua mãe sempre foi apaixonada com o ato de cozinhar e atualmente trabalha com isso. As lembranças mais doces que tem da infância são do “dia de encher os potes”, que acontecia quase semanalmente em casa. Eram dias dedicados à feitura de biscoitinhos, bolos e pães que enchiam os olhos e a despensa. Adorava enrolar biscoitinhos, provar sobras de massa, ajudar a untar os tabuleiros. Dessas experiências nasceu o seu afeto pela cozinha.

Hoje, mãe de um garoto de cinco anos de idade, Gabriela repete as mesmas tradições de família com o costume de encher as latas de biscoitos, envolvendo-o na feitura de pães, bolos, doces e biscoitinhos e reproduzindo receitas repassadas por suas avós, mas com um toque pessoal.

Exibição por meio das mídias: YouTube/IGTV/Facebook

Classificação: Livre

Disponível a partir de 11h de 04/08

04/08 - Terça-Feira - 19h

Vídeo - Terça da Dança - “@Hamlet.SoloTropical” ou “Apenas um rapaz ou Coração Selvagem ou Isto não é um romance de Clarice Lispector”, com Fernando Barcellos - Dança

Sinopse: “@Hamlet.SoloTropical” é uma performance de transcrição da tragédia shakespeariana “Hamlet” para a linguagem da videodança. Como o artista trabalha com a dança em campo expandido, atravessada por outras manifestações artísticas e saberes, o videodança criado a partir de Hamlet é multimidiático, atravessado pelo teatro, pela arte da performance, pela música e literatura.

Fernando Barcellos é bailarino, coreógrafo, diretor e professor. Tem lecionado nos diversos níveis de ensino, desde a educação infantil até a graduação, e criado performances em que a dança é investigada como campo expandido, atravessada por outras manifestações artísticas e saberes. Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Estudos Literários da Universidade Federal de Uberlândia, Fernando é também é mestre em Artes pelo Programa de Pós- Graduação em Artes da Universidade Federal de Minas Gerais, licenciado em Artes Visuais pelo Claretiano Centro Universitário de Batatais, ator pela Escola de Teatro PUC-Minas e bailarino com experiência em balé clássico e dança contemporânea. Foi professor substituto de Técnica e Criação em Dança do Bacharelado em Dança da Universidade Federal de Uberlândia.

Exibição por meio das mídias: YouTube/IGTV/Facebook

Classificação: 14 anos

Disponível a partir de 19h de 04/08


04/08 - Terça-Feira - 20h

Vídeo - “Outras Direções: Narrativas LGBTQIA+ Sobre Direção Teatral no Brasil”, com Rafael Lucas Bacelar - Teatro

Sinopse: “Outras Direções: narrativas LGBTQIA+ sobre direção teatral no Brasil” tem como objetivo cartografar, por meio de encontros e debates, fazedores e pesquisadores LGBTQIA+ com foco nas funções desempenhadas na direção teatral. Confira alguns artistas nacionais, suas produções e reflexões sobre a contemporaneidade e, especialmente, sobre como seus corpos e lugares na sociedade afetam suas práticas em direção.

Exibição por meio das mídias: YouTube/Facebook

Classificação: Livre

Disponível a partir de 20h de 04/08

05/08 - Quarta-Feira - 18h

Vídeo - Territórios Culturais - Link de Mestre - Episódio 8 - Técnicas de Bambu com Lúcio Ventania e Márcia Vilella - Cultura Popular

Sinopse: O oitavo episódio da série “Link de Mestre”, do Projeto Territórios Culturais, conta a história de Lúcio Ventania, morador de Ravena, na Região Metropolitana de Belo Horizonte e Márcia Vilella, moradora do bairro São Geraldo, em Belo Horizonte.

Lúcio Ventania é um dos principais propagadores do uso do bambu na construção civil, reconhecido internacionalmente pelo trabalho como mestre bambuzeiro e educador. Recebeu a premiação de sustentabilidade Planeta Casa, organizada pela revista Casa Claudia, nos anos 2000. Atualmente dirige o Cerbambu Ravena, centro voltado para pesquisa e desenvolvimento de metodologias para a popularização do material no Brasil. Coordena também o Projeto Ravena 30, com o objetivo de desenvolver e manter a cadeia produtiva do bambu por 30 anos na região, em Minas Gerais. O Centro de Referência do Bambu e das Tecnologias Sociais funciona como uma construtora e escola: elabora e executa projetos arquitetônicos em bambu. Lúcio também presta serviços, consultoria, comercializa produtos, ministra cursos técnicos e desenvolve projetos sociais.

Márcia Vilella é advogada e acupunturista. Em 1994 esteve na China para um aprimoramento em acupuntura e teve a oportunidade de conhecer inúmeras utilizações do bambu. Voltou disposta a aprender mais sobre o assunto com o mestre Lúcio Ventania. Foi sua aluna durante seis meses e, desde então, tornou-se bambuzeira e instrutora de cursos. Trabalhou no Instituto Boa Esperança e Iara Tupinambá, ministrando cursos em várias cidades do interior de Minas Gerais. Atualmente possui sua própria oficina no São Geraldo, bairro onde mora.

Exibição por meio das mídias: YouTube/IGTV/Facebook

Classificação: Livre

Disponível a partir de 18h de 05/08

05/08 - Quarta-Feira - 20h

Vídeo - “Khadhu toca Cartoon”, com Khadhu Capanema - Música

Sinopse: Em formato acústico solo, o músico Khadhu Capanema apresenta um repertório composto por músicas dos cinco discos autorais da banda Cartoon, da qual faz parte e é principal compositor e cantor. O repertório fará um passeio pela trajetória de mais de 20 anos de estrada da banda, desde o disco "Martelo" (1999), até o último álbum "V" (2017), mostrando ao público essas composições da maneira como foram originalmente compostas, no formato voz e violão. No show “Khadhu toca Cartoon”, o músico explora todas as possibilidades e nuances de sua voz, conhecida por sua extensão e versatilidade.

Khadhu é membro fundador da “Orquestra Mineira de Rock” e possui extensa carreira musical, sendo considerado um dos grandes cantores de rock e folk do Brasil. Nasceu em Belo Horizonte e fundou a banda Cartoon em 1995, onde é compositor, arranjador, vocalista e baixista. Já se apresentou em grandes palcos do Brasil, ao lado de artistas como Alceu Valença, Ed Motta, Jota Quest, Mutantes, Nando Reis, entre outros. No exterior, se apresentou em países como Canadá, Inglaterra, Irlanda, França e Estados Unidos. Khadhu lançou cinco CDs com o Cartoon e, em 2018, seu primeiro disco solo “Inverno Mineiro”, com fortes influências da música mineira, folk, MPB e rock.

Exibição por meio das mídias: YouTube/IGTV/Facebook

Classificação: Livre

Disponível a partir de 20h de 05/08

06/08 - Quinta-Feira - 11h

Vídeo - Territórios Culturais - Histórias de Alimentar a Alma - Episódio 9 - Receita de Bolo de Milho com Calda com Juliana Santos Silva - Gastronomia

Sinopse: No nono episódio da série “Histórias de Alimentar a Alma”, do Projeto Territórios Culturais, você vai conferir a receita de bolo de milho com calda preparada por Juliana Santos Silva, moradora do bairro Mineirão, em Belo Horizonte.

Juliana Santos Silva é formada em Gastronomia e atualmente presta consultorias para pequenos negócios, além de produzir geléias, antepastos, conservas, entre outros produtos. Ela também produz almoços e jantares personalizados. Sua maior paixão é a cozinha, onde busca levar felicidade às pessoas por meio da culinária. Recebeu diversas influências familiares na prática de cozinhar até decidir investir na profissão. A receita apresentada propõe o reaproveitamento de alimentos e a valorização dos nutrientes que cada um possui.

Exibição por meio das mídias: YouTube/IGTV/Facebook

Classificação: Livre

Disponível a partir de 11h de 06/08

06/08 - Quinta-Feira - 19h

Vídeo - Performance “Vende-se”, com Lucas Castro - Circolar - Circo

Sinopse: A performance nasceu em 2015, com contribuições valiosas de Jeiza Fernandes e André Luis Vicente. Desde então, vem sendo transformada pelas experiências proporcionadas pelo público e demais colaboradores que surgiram durante os anos. O equilibrista Lucas Castro dá vida à personagem, que divide com o espectador seus sentimentos: medo, solidão, ausência. Um humano quase intangível, mas que quer ser visto. A versão atual da performance é dirigida pelo coreógrafo catalão Cisco Aznar, que trabalha junto com Lucas Castro, desde a residência promovida pelo 17º Festival Mundial de Circo de Belo Horizonte. Na trilha escolhida, Cecília Bartoli interpreta Vivaldi.

Exibição por meio das mídias: YouTube/IGTV/Facebook

Classificação: Livre

Disponível a partir de 19h de 06/08

06/08 - Quinta-Feira - 21h

Vídeo - Sarau Prelúdios Negros - Josy Anne convida Milena Torres, Fredda Amorim e Elen Cristina - Artes Integradas

Sinopse: Sarau Prelúdios Negros é o aquilombamento de desejos e ideias pela arte e para a arte, que atravessa corpos pretos, elevado à expressão dos corpos no espaço tempo. É troca de afeto em meio a esse momento delicado que estamos passando. Encontro de artistas e pensadores pretos para expressão e performance da fala. A ideia nasceu a partir do encontro de partilha na cosmologia do tempo espiralar. Josy Anne, novo nome artístico de Josi Lopes, usa a sua inquietude para fomentar espaço de troca, de movimento que gera movimento. Milena Torres é cantora. Fredda Amorim faz parte do quadro “Rádio Mozamba”, lugar de comunicação de notícias pretas e Elen Cristina, do quadro “Mãe Preta”, sobre a maternidade de mulheres pretas.

Exibição por meio das mídias: YouTube/IGTV/Facebook

Classificação: Livre

Disponível até 05/09/2020

07/08 - Sexta-Feira - 18h

Vídeo - Exposição “Fissurada - A Hospitalização como Dispositivo Criativo”, por Antônia Muniz + Bate-papo "Corpo, Hospitalização e Poesia" com Brisa Marques - Artes Visuais

Sinopse: Desenvolvida pela artista paraense Antônia Muniz, hoje residente em Belo Horizonte, a exposição fotográfica “Fissurada” é fruto de uma pesquisa desenvolvida a partir de sua autobiografia. Diagnosticada com Fissura Transforame Bilateral e Fenda Palatina, popularmente conhecidas como lábio leporino e goela de lobo, malformações congênitas que atingem uma criança a cada 650 nascidas, Antônia iniciou seu tratamento em 1991 passando por cirurgias e diversos procedimentos hospitalares. A exposição "Fissurada" é resultado do trabalho desenvolvido a partir da fotografia, bordado e da palavra poética, uma sutura entre vida, memória e criação.

Confira na sequência, o bate-papo com a artista Brisa Marques, sobre corpo, poesia e a hospitalização como dispositivo criativo, apresentando os elementos poéticos contidos na condição da artista, portadora de uma má formação congênita, e sua trajetória de reabilitação.

Exibição por meio das mídias: YouTube/Instagram/Facebook

Classificação: Livre

Disponível até 31/12/2020

07/08 - Sexta-Feira - 21h

Vídeo - “Gaygster Live Performance” com Azizi MC - Música

Sinopse: Azizi (ou "xxaxx") é MC e performer afrofuturista da região Nordeste de Belo Horizonte. Desde 2015 traz ao cenário do Hip-Hop nacional uma nova proposta de diálogo com o universo LGBT de periferia. Apadrinhado pela gravadora Produto Novo, o artista já lançou os singles "Rap de Viado" e "Copycat", em parceria com DJ Zeu. Suas referências vão desde o rap nacional até os ritmos afro-latinos como a Cumbia e o Afrobeat. #Rapdeviado define o repertório de suas performances musicais influenciadas pelas vivências cotidianas como jovem negro, gay e periférico. Recentemente, o artista lançou seu primeiro EP “Gueto Poc” com participações de Iza Sabino e Ventura Profana, disponível nas plataformas digitais.

A performance “Gaygster” traz um repertório inédito de Azizi MC e retrata experiências do artista na comunidade onde vive. Aproximando os diálogos da Cultura Hip-hop com o público LGBT, a transmissão conta com a participação do DJ e produtor musical Clebin Quirino, que comanda os toca-discos durante a imersão sonoro-visual, criando uma intervenção urbana e regionalizada.

Exibição por meio das mídias: YouTube/IGTV/Facebook

Classificação: 14 anos

Disponível a partir de 21h de 07/08

08/08 - Sábado - 16h

Vídeo - “Sagrada Profana apresenta: percussão e ritmos brasileiros”, com Nara Torres - Ação Formativa

Sinopse: Nara Torres é percussionista e Dj, fundadora e regente dos blocos “Chama o Síndico” e “Fanfarra Feminina Sagrada Profana”, além de pesquisadora da música brasileira. Dividiu o palco com artistas como Elza Soares, Marcos Valle, Fernanda Abreu, BNegão, Otto, Djonga e já se apresentou nos principais palcos do Brasil e em países como Senegal, França, Estados Unidos, México e Argentina, em seus 12 anos de carreira.

Neste vídeo, a artista fará um breve panorama de alguns instrumentos de percussão popular, mostrando as possibilidades timbrísticas e estilísticas dos mesmos. Um convite à escuta atenta e à valorização da nossa cultura.

Exibição por meio das mídias: YouTube/ Facebook

Classificação: Livre

Disponível a partir de 16h de 08/08

08/08 - Sábado - 18h

Vídeo - Territórios Culturais - Link de Mestre - Episódio 9 - Passista de Escola de Samba com Adriana Lisboa e Kele Cristina Pereira - Cultura Popular

Sinopse: O nono episódio da série “Link de Mestre”, do Projeto Territórios Culturais, conta a história de Adriana Lisboa, moradora do bairro Guarani, e Kele Cristina Pereira, moradora do bairro Jaqueline, em Belo Horizonte.

Adriana Leopoldina Lisboa é aposentada e faz faxina para complementar a renda. Sua experiência com a dança começou quando foi convidada por um amigo a desfilar em um bloco. Há dois anos é passista da Escola de Samba Acadêmicos de Venda Nova e faz parte do grupo da terceira idade em Santa Luzia e do Centro Cultural Zilah Spósito, onde ensaia sempre que possível.

Kele Cristina Batista Pereira se apaixonou pela dança quando viu a fantasia da mãe para o desfile do Salgueiro. Conheceu a gafieira no Clube Elite, mas foi impedida de dançar pelo avô, devido ao conservadorismo da época. Com o passar dos anos, desfilou como passista de uma escola e tornou-se Porta-bandeira. Atualmente oferece aulas de samba para a terceira idade em Santa Luzia, no Centro Cultural Zilah Spósito e na Escola Acadêmicos de Venda Nova.

Exibição por meio das mídias: YouTube/IGTV/Facebook

Classificação: Livre

Disponível a partir de 18h de 08/08

08/08 – Sábado - 20h

Vídeo - Bate-papo “Coração Americano - Bastidores do Álbum Clube da Esquina”, com Andréa Estanislau e Bárbara Barcellos - Música

Sinopse: Confira o bate-papo sobre o Clube da Esquina, um movimento liderado por Milton Nascimento que nasceu em Belo Horizonte e conquistou o mundo com seu talento e inovação. A paixão pela obra do Clube da Esquina influenciou a vida e a carreira das duas artistas mineiras: Andréa Estanislau e Bárbara Barcellos. Um encontro de gerações que tiveram a juventude embalada pelas belas canções do Clube que falam da amizade, do amor, da esperança, dos encontros e despedidas.

Andréa Estanislau é produtora editorial, cultural e educadora. A autora teve seu primeiro contato com a música do Clube da Esquina no início dos anos 1980. “Coração Americano” foi seu projeto de graduação em Comunicação Visual, na Escola de Design da Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG). Já no mestrado em Educação e Docência, pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), desenvolveu, como recurso educativo, um curso de extensão para a preparação de professores na promoção da Educação Patrimonial nas escolas, utilizando as canções do Clube da Esquina.

Bárbara Barcellos começou a se interessar por música desde a infância, acompanhando seus pais em apresentações nos bares de Belo Horizonte. Aos 14 anos iniciou os estudos de violão popular. Aos 18 anos de idade iniciou uma parceria musical com Beto Lopes. Se apresentou com grandes nomes da música brasileira como Tavinho Moura, Toninho Horta, Milton Nascimento, entre outros. Em 2015 ingressou na Bituca Universidade de Música Popular, em Barbacena, Minas Gerais. Apresentou seu repertório no Sunset Jazz e no Forrobodó, em Paris, França. Em 2016 gravou seu primeiro CD "UBUNTU", com releituras da MPB e duas músicas autorais. Foi intérprete na turnê “Semente da Terra”, de Milton Nascimento e se apresentou ao lado dele pelo Brasil e exterior durante dois anos.

Exibição por meio das mídias: YouTube/IGTV/Facebook

Classificação: Livre

Disponível a partir de 20h de 08/08

09/08 - Domingo - 11h

Vídeo - Territórios Culturais - Histórias de Alimentar a Alma - Episódio 10 - Receita de Bolinho de Feijão com Ita Canuto - Gastronomia

Sinopse: No décimo episódio da série “Histórias de Alimentar a Alma”, do Projeto Territórios Culturais, confira a receita de bolinho de feijão preparada por Ita Canuto. Ita nasceu e vive no Morro das Pedras, um dos maiores aglomerados de Belo Horizonte, onde trabalha em seu restaurante: Cozinha da Ita. Trabalhou como empregada doméstica por 20 anos e há dois anos decidiu se dedicar à sua maior paixão: a culinária brasileira. Participou do Circuito Gastronômico de Favelas, do Fartura Brasil e apresentou algumas receitas em programas de TV, como o “Rolê das Gerais”, na TV Globo. Atualmente, seu restaurante é referência no Morro das Pedras gerando renda, emprego e mostrando ao mundo uma culinária favelada que agrada a todos.

Exibição por meio das mídias: YouTube/IGTV/Facebook

Classificação: Livre

Disponível a partir de 11h de 09/08

09/08 - Domingo - 16h

Vídeo - “Mero: um mergulho para crianças”, com Sara Pinheiro e Pablo Lamar - Teatro de Sombras

Sinopse: “Mero: um mergulho para crianças” conta a história de K, um mero funcionário, que um dia foi engolido por um peixe, o Mero. A dramaturgia foi escrita por Sara Pinheiro a partir do encontro com comunidades locais do Espírito Santo, em parceria com a atriz Cristiane Andrade e a pesquisadora Flora Zauli. O texto foi publicado na coletânea “Por quê?”, da editora Javali. Na nova montagem, Sara e seu companheiro, o artista audiovisual Pablo Lamar, contam esta história na companhia de seus dois filhos: Antônia e Benjamín. Teatro de sombras, bonecos e efeitos sonoros compõem esse novo mergulho, feito em momentos de isolamento. A peça também é composta por edições de vídeo, uma vez que nunca se sabe quando os pequenos colaboradores vão parar para comer, destruir os personagens ou brincar de outra coisa.

Exibição por meio das mídias: YouTube/IGTV/Facebook

Classificação: Livre

Disponível a partir de 16h de 09/08

09/08 - Domingo - 17h

Vídeo - Show Chora Cavaco, com Warley Henrique - Música

Sinopse: Chora Cavaco é uma performance musical solo criada pelo músico, arranjador, compositor e instrumentista Warley Henrique, nos tempos de pandemia, que mostra as possibilidades rítmicas, melódicas e harmônicas que o seu cavaquinho de cinco cordas apresenta. A performance é fruto de anos de pesquisas e de atuação na área musical. O repertório passeia pelos gêneros musicais brasileiros como o Samba, Baião e Choro, com clássicos de Pixinguinha, Cartola, Noel Rosa e composições de sua autoria.

Exibição por meio das mídias: YouTube/IGTV/Facebook

Classificação: Livre

Disponível a partir de 16h de 09/08

10/08 - Segunda-Feira - 18h

Vídeo - Territórios Culturais - Link de Mestre - Episódio 10 - Rap com Blitz e Budog - Música

Sinopse: O décimo episódio da série “Link de Mestre”, do Projeto Territórios Culturais, conta a história do rapper Blitz, morador do bairro Taquaril e do rapper Budog, morador do Padre Eustáquio, em Belo Horizonte.

Blitz iniciou no Hip-Hop em 1998 e, em 2001, montou o grupo Crime Verbal como principal MC. O grupo atuou durante 15 anos com trabalhos educacionais e culturais em Minas Gerais e no Brasil. O rapper ainda foi vice-presidente da ONG “Centro de Referência Hip- Hop Brasil” e do “Fórum do Hip-Hop de BH”. Atualmente atua no coletivo “Aliança Cultural Taquaril” e é idealizador e coordenador da “Casa do Hip-Hop Taquaril”, primeiro e único espaço de referência da cultura Hip-Hop em Belo Horizonte. Atualmente faz parte do Ministério de Rap Cristão “Adoradores de Jesus” e da Banca IDE RAP.

Bruno Eustáquio de Souza, mais conhecido como Budog, é MC, cantor, compositor, educador social e empreendedor. Iniciou no Hip-Hop em 1999, sendo um dos fundadores do grupo de Rap “Elemento.S” (2003 a 2011). Na trajetória com grupo participou de vários prêmios importantes como Prêmio Hutuz - Edição 2008, onde o grupo ficou entre os cinco finalistas na categoria “Melhor Demo Masculino”. No mesmo ano, o grupo recebeu prêmios de “Melhor originalidade” e “Mel


Comentários