25 de maio de 2024

Search
Close this search box.

1 ANO BAR PIREX: Bar comemora com programação especial durante o mês de outubro

POR:

POR:

Redação

 Foto: batida de coco/ Isabela Rocha

Sucesso da boemia belo-horizontina, casa convida um “botequista” e um “botequeiro” toda quarta-feira 

O bar Pirex, de Belo Horizonte, completa um ano e comemora o aniversário com programação especial durante o mês de outubro. Localizado na Galeria São Vicente, no centro da cidade, o Pirex é uma homenagem à botecagem raiz e à boemia da capital, com um toque de modernidade. Toda quarta-feira deste mês, a casa convida um botequista, chefs de renomados bares da cidade que trarão um petisco caprichado, e um botequeiro, habitués e boêmios da cidade que vão preparar uma batidinha, para celebrar o sucesso do primeiro ano de funcionamento. Das 18h às 20h, o Pirex ainda oferece dose dupla de long neck Heineken, deixando a noite ainda mais refrescante. 

Em uma das varandas mais charmosas da cidade, o espaço traz outros bares locais para a celebração, convidando os botequistas Pedro Mendes, do Moema Bar, e Bolota, do Bolota’s Bar. A programação conta também com apaixonados pela boemia belo-horizontina e verdadeiros botequeiros: Pablo Gomide, Lorena Martins, Pri Venturim e Tiago Amaral.

Inaugurado em setembro de 2022, o bar operou com casa cheia desde o princípio, passando por uma reformulação precoce para conseguir atender a demanda, que superou os planos iniciais. O empreendimento é conduzido pela dupla Caio Soter e Vitor Velloso, também sócios do restaurante Pacato, que já figura entre os melhores restaurantes do país. “Tem sido gratificante o reconhecimento que estamos alcançando com o Pacato, mas sabemos que a cozinha de BH sempre prezou também pela botecagem. Está no nosso DNA. O Pirex surgiu para honrar essa nossa tradição, sem abrir mão de apresentar ideias novas, como um bar jovem que somos. Felizmente a cidade nos abraçou.”, explica Vitor Velloso.

A diversificação de propostas gastronômicas, prezando sempre pela experiência marcante para o cliente, é um dos objetivos do empresário, que pretende ampliar os negócios em breve. 

“Seja no boteco ou no restaurante, todo mundo gosta de comer bem e de ser bem recebido. Existe um certo folclore de que boteco tem que ser mal-acabado e o dono mal-humorado. Não acreditamos nisso. Eu gosto de receber bem e oferecer um torresmo impecável, com cerveja gelada, para a pessoa esquecer dos problemas enquanto aproveita a vista da nossa varanda. Sem regra demais, nem modismo demais. A gente simplesmente fez o boteco onde a gente gosta de beber. Que bom que mais gente gostou”, finaliza.

O conceito da casa gira em torno de uma ampla gama de petiscos, cerveja sempre gelada, cachaças e batidas, além de uma varanda com vista única para a Praça Raul Soares, marco icônico do centro de Belo Horizonte, onde o fim de tarde oferece um lindo pôr do sol. 

Aos quatro meses de vida do bar, o restaurateur Vitor Velloso, que já estava à frente do empreendimento, convidou Caio Soter como sócio e chef para uma nova fase, iniciada em fevereiro de 2023. A chegada de Caio trouxe um aperfeiçoamento na operação e um olhar mais atento à mineiridade, que faz parte do repertório do chef ao longo de sua carreira.

“Trouxemos um pouco mais de regionalismo. Quisemos aprofundar essa conversa sobre a cozinha do centro belo-horizontino, com contemporaneidade, técnica apurada, finalizações bem pensadas, mas sem fugir do que faz sentido para um boteco. Tudo bem bonito, bem feito e muito gostoso”, comenta Caio Soter.

A cozinha do Pirex

O Pirex conta com uma farta estufa fria, estufa quente e petiscos fritos na hora. A fria, mais ampla, traz desde clássicos, como a punheta de bacalhau, a novidades, como o vinagrete de coração de galinha. O sandubinha de rosbife de lagarto com rúcula e picles de cebola roxa está entre os que mais saem. A casa tem ampla oferta para vegetarianos e veganos. Pratos de sucesso do Pacato inspiram petiscos no Pirex, como a porção de mini jiló com molho de mostarda e mel. “Enxergamos a oportunidade de fazer duas casas, que atuam em extremidades opostas do universo gastronômico, dialogarem.” explica Vitor Velloso.

Na estufa quente, pratos que não podem faltar em um boteco mineiro, a exemplo da moelinha com molho de tomate defumado e batatinha, a língua na cerveja preta vem com picles de maçã verde, e uma tradição da madrugada belo-horizontina: o pão molhado.

Nas porções que saem da fritadeira, clássicos como frango a passarinho, torresmo de barriga e risole de milho, além do bolovo, com gema escorrendo e carne suculenta por dentro e crocante por fora, que sai apenas às quartas-feiras e já tem público fiel.

A cozinha do bar é comandada por Isabela Rochinha, que assumiu a função de chef de operação. Ela é parceira de Caio Soter desde suas primeiras experiências na cozinha. No salão, o experiente Osmar Júnior, que já passou pelas mais renomadas casas da cidade.

PROGRAMAÇÃO 

Um ano bar Pirex 

11/10 – Chef Pedro Mendes, do Moema Bar, e Pablo Gomide

18/10 – Bolota, do Bolota’s Bar, e Lorena Martins

25/10 – Tiago Amaral e Pri Venturim 

Funcionamento

Quarta a Sexta, das 18:00 às 0:00

Sábado das 13:00 às 0:00

Domingo das 11:00 às 17:00

*Cardápio reduzido uma hora antes do encerramento, todos os dias.

Endereço: Avenida Amazonas, 1073 loja 54

Mais informações: https://www.instagram.com/barpirex/

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp