20 de fevereiro de 2024

Search
Close this search box.

CARNAVAL BH: Bloco Me Beija Que Eu Sou Pagodeiro comemora dez anos em mais um desfile nesta terça (13)

CARNAVAL BH: Bloco Me Beija Que Eu Sou Pagodeiro comemora dez anos em mais um desfile nesta terça (13)
POR:

POR:

Redação

Foto: Luana Buenano

Segundo encontro é na Assis Chateaubriand, com participação da banda Lamparina

Idealizado pelo músico e advogado Matheus Brant, o Me Beija Que Eu Sou Pagodeiro completa dez anos em 2024. No Carnaval, a programação está especial, com dois desfiles celebrando a história que levou o bloco a ser um dos maiores e mais esperados da capital mineira. O primeiro encontro já aconteceu no Barro Preto, com participações especiais, como FBC, no dia 4 de fevereiro. No dia 13 de fevereiro, o bloco desfila na Assis Chateaubriand, com participação da banda Lamparina. As camisetas e o estandarte entram no clima de comemorações com uma nova versão. 

O Me Beija é reconhecido por trazer a nostalgia de grandes clássicos do pagode dos anos 1990, despertando a memória afetiva da geração, assim como sucessos atuais. O repertório ainda conta com produções autorais registradas no EP “Eu vou” – música tema do bloco – lançado em 2018. As músicas são arranjadas para o axé, salsa, maracatu, frevo e pagode baiano. Desde 2017, a ala de dança é composta pelos artistas do Favelinha Dance, projeto realizado pelo coletivo Lá da Favelinha, comandado por Kdu dos Anjos.

O bloco nasceu em 2014, no Gutierrez, como o primeiro bloco do bairro e, praticamente, único da cidade nesta data pré carnaval, como conta Matheus Brant: “O Me Beija se inscreve nesse reflorescimento do carnaval de rua de BH que vem ocorrendo pelo menos desde 2009. Quando criamos o bloco, no domingo antes do carnaval, só havia um: o Tetê, a Santa. Hoje, dez anos depois, são mais de 50. E falando em dez anos, dizem que esse é o tempo de ‘uma geração’. Pensando nisso, temos muito orgulho de fazer parte dessa geração belorizontina nascida entre 1980 e 1990 que, diferentemente de outras, não legou para a cidade, para o país, grandes artistas como Milton Nascimento, Skank e Djonga, mas sim um movimento coletivo horizontal e plural como é da natureza do carnaval de rua”.

Em sua estreia, o bloco tocou para um público de 5 mil pessoas. Com o número crescente de foliões, em 2018, o encontro passou a acontecer na Avenida do Contorno, momento em que o Me Beija aconteceu pela primeira vez em cima de um trio grande, com banda completa. A formação passou a ter guitarra, baixo, bateria e, além do vocal do Leonardo Brasilino, as duas cantoras Jhe Delacroix e Andrezza Duarte. Em 2020, o bloco chegou a reunir mais de 35 mil foliões

Refrescando a cena com produções originais e autênticas, o Me Beija entende que a vitalidade do Carnaval de rua de BH passa pela valorização da produção autoral, como forma de promover a renovação constante da manifestação popular. Em comemoração aos cinco anos, ainda em 2018, o bloco lançou o EP “Eu Vou”, com a canção homônima que é grande sucesso entre os foliões. Composta por Matheus Brant e Tamara Franklin, “Eu Vou” ainda ganhou videoclipe, em 2019, gravado ao longo do desfile. A produção exalta a diversidade característica do Carnaval de rua. 

Ao longo dos anos, o bloco ainda lançou bonés, bodys e pochetes, além das camisetas temáticas que são renovadas a cada carnaval. Pintura de postes, tatuagens carnavalescas e outras ações são sucesso com os foliões.

SERVIÇO 

ME BEIJA QUE EU SOU PAGODEIRO – 10 ANOS 

Dia 13 de fevereiro 

Concentração: 14h/ Desfile 15h (Assis Chateaubriand, 143)

Mais informações: instagram.com/mebeijaqueeusoupagodeiro/

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp