24 de maio de 2024

Search
Close this search box.

“CIRCULAÇÃO PALHAÇO CHOURIÇO”: Projeto cultural itinerante leva a arte do circo, gratuitamente, para as regionais de BH

“CIRCULAÇÃO PALHAÇO CHOURIÇO”: Projeto cultural itinerante leva a arte do circo, gratuitamente, para as regionais de BH
POR:

POR:

Redação

Espetáculo, rodas de conversa e oficina compõem o projeto que busca valorizar a cultura da infância e da juventude negra, para todas as idades

O artista circense Vinicio Queiroz, conhecido como Palhaço Chouriço, vai circular por Belo Horizonte, de março a junho, com o seu espetáculo O Patriota, por quatro regionais da capital . As apresentações serão gratuitas com acessibilidade em libras e classificação indicativa de 12 anos. Haverá rodas de conversa no final das apresentações, que vão ocupar centros culturais (PBH) e  dois CRAS – Aarão Reis e Paulo VI  -. Também acontecerão oficinas de palhaçaria nos Centros Culturais Venda Nova e Vila Marçola.

Ao todo, serão 14 atividades circenses gratuitas. Veja a programação abaixo. As vagas são limitadas e haverá distribuição de senhas por ordem de chegada, 60 minutos antes do início das apresentações.

Para Vinicio Queiroz, por meio da excelência do fazer artístico é  possível despertar o riso e a consciência social em qualquer idade. “Nesta circulação circense visamos oferecer ao público  uma rica experiência com elementos clássicos e contemporâneos do circo, entrelaçados em uma dramaturgia rica de  saberes e reflexões da experiência humana e de valorização da cultura afro-brasileira. A arte do mágico, do equilibrista,  do músico, do malabarista, do acrobata, do ator mímico e principalmente do palhaço, são técnicas capazes de emocionar  o público: a construção do próprio sonho diante dos desafios; a reflexão sobre o valor da vida; o encontro do artista de  circo diretamente com o público através de situações cotidianas e repletas de belas memórias, um encontro de  humanidades.  

“Acredito na qualidades da arte circense como possibilidade de fruição e divertimento, simultaneamente ao processo de reflexão e  formação de valores como: respeito, diversidade, solidariedade, diálogo”, comentou o artista.

O espetáculo


Gratuito e para todas as idades, O Patriota, trata-se de um número de palhaço,  tragicômico de aproximadamente 45 minutos, livremente inspirado na obra Os Bruzundangas do escritor negro Lima Barreto.  Os bruzundangas é uma coletânea de crônicas, onde o autor (com uma percepção aguda e crítica) satiriza uma fictícia  nação onde ele mesmo teria residido. Seus capítulos enfocam, entre outros temas, a diplomacia, a Constituição,  transações e propinas, os políticos e eleições em Bruzundanga.

Da leitura desta obra, surgiu o mote para Vinicio criar  O Patriota, um espetáculo de palhaço com uma linguagem inovadora que mistura mímica, mágica, malabarismo, coreografias e jogos de interações que ajudam a tecer a dramaturgia.

O espetáculo traz em seu enredo um palhaço negro como protagonista que utiliza as gagues da palhaçaria e símbolos que, além de entreter, interage com  seu expectador, inserindo-o em um contexto lúdico-politico, dialogando com leveza e argúcia para abordar um tema  delicado como o genocídio dos negros na periferia. 

Rodas de conversa

Gratuitas e para todas as idades, seis rodas de conversa, de 40 minutos, com o público acontecerão após os espetáculos, com o objetivo de criar aproximação e troca entre público e artista, sobre o processo de criação do espetáculo e sobre os  aspectos cênicos que compõem a obra. Os locais que receberão os encontros são: Centro Cultural Urucuia, Centro Cultural Venda Nova, Centro Cultural Lindéia Regina, Centro Cultural Zilah Spósito, Centro Cultural Vila Marçola, CRAS Aarão Reis e CRAS Paulo VI. 

Agenda

07/03, quinta-feira, às 14h no CRAS Arão Reis (Av. Risoleta Neves, 347 – Guarani)

21/03, quinta-feira, às 14h, no Centro Cultural Urucuia (R. W-3, 500 – Pongelupe)

03/04, quarta-feira, às 19h30, no Centro Cultural Lindéia Regina ( Rua Aristolino Basílio de Oliveira, 445 – Regina)

18/04, quinta-feira, às 14h, no Centro Cultural Zilah Spósito (R. Carnaúba, 286 – Zilah Sposito)

02/05, quinta-feira, às 14h, no CRAS Paulo VI (R. Neblina, 120 – Conjunto Paulo VI)

16/05, quinta-feira, às 14h, no Centro Cultural Vila Marçola (R. Mangabeira da Serra, 320 – Marçola)

29/05, quarta-feira, às 14h, no Centro Cultural Venda Nova (R. José Ferreira dos Santos, 184 – Jardim dos Comerciários)

Assista ao espetáculo O Patriota, no Teatro Espanca

Assista ao espetáculo O Patriota, Cia Burlantins, no Festival Solo Negro

Assista sobre o processo de criação do espetáculo

Oficinas

Gratuitas e destinadas para jovens, estudantes em geral e artistas circenses interessados, cursos rápidos com duração de 15 horas serão oferecidos ao público no Centro Cultural Venda Nova e Centro Cultural Vila Marçola, ensinando aos interessados, técnicas de expressão corporal ligadas a capoeira de angola, teatro físico e mímica corporal  dramática a fim de instrumentalizar o artista para a criação cênica. Nas oficinas serão desenvolvidas  também técnicas e jogos cômicos, bem como gags de palhaço para manifestar-se com uma percepção mais animada e  aguçada de si.

Agenda:

05, 06 e 07/06, das 13h às 18h, no Centro Cultural Vila Marçola (R. Mangabeira da Serra, 320 – Marçola)

19, 20 e 21/06, das 13h às 18h, no Centro Cultural Venda Nova (R. José Ferreira dos Santos, 184 – Jardim dos Comerciários)

Acessibilidade

Os lugares escolhidos para apresentações foram analisados  para bem acolher ao público em acordo com as regras de segurança e acessibilidade, atendendo a portadores de necessidades especiais, deslocamento para  pessoas em cadeiras de rodas e outras necessidades específicas físicas ou motoras, além de idosos e crianças. Os espaços onde as atividades acontecem atendem as normas de acessibilidade para o público (PCD).

Todos os espetáculos e rodas de conversa terão a presença do intérprete de libras, no intuito de  promover de forma efetiva o acesso para este público,

O projeto é realizado com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura da Secretaria Municipal de Cultura de Belo Horizonte e tem a participação de profissionais de renomada competência no cenário artístico municipal, cujas trajetórias comungam plenamente com a proposta desta circulação.

Segundo o idealizador do projeto, Vinicio Queiroz, seu objetivo de ocupar espaços culturais com atividades artísticas é contribuir para o desenvolvimento e fortalecimento  de ações artístico-culturais descentralizadas em BH, além de oferecer o acesso à arte e cultura popular para a população urbana periférica da capital.

“O projeto busca dar visibilidade à arte circense, de forma gratuita à toda população de Belo Horizonte, bem como promover acesso e entretenimento saudável, propiciando reflexões, trocas e  construções de saberes culturais diversos”, comentou o artista.

Ficha  técnica
Atuante e Oficineiro: Vinicio Queiroz 

Coordenação de Produção: Marcus Carvalho 

Produção: Mariele Cristina Conceição Gerência do Projeto: Sinara Teles  

Realização: Palhaço Chouriço

Sobre Vinicio Queiroz


Ator e palhaço, formado pelo Teatro Universitário da UFMG e pesquisador da arte cômica do palhaço em espaços alternativos. Iniciou seu trabalho de atuação em 2007, atuando em diversas regiões do Brasil e fora dele. O artista se  dedica à pesquisa da linguagem circense e busca manter vivas as atividades circenses em Belo Horizonte, agregando também ao seu fazer artístico diversos elementos presentes nas  linguagens do teatro, da música, da mímica corporal dramática e da arte intervencionista. Atualmente trabalha em uma organização sócio-cultural realizando intervenções de palhaçaria em hospitais e escolas da rede municipal.

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp