4 de março de 2024

Search
Close this search box.

Juíza de SC é suspensa após gritar com testemunha em audiência virtual

Juíza de SC é suspensa após gritar com testemunha em audiência virtual
POR:

POR:

Redação

O Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região decidiu suspender de novas audiências a juíza Kismara Brustolin após a abertura de procedimento para investigar sua conduta durante uma sessão na Vara da Justiça do Trabalho em Xanxerê, no Oeste de Santa Catarina. Durante a sessão, um vídeo registrou a magistrada repreendendo uma testemunha aos gritos, exigindo que o homem se dirigisse a ela com a frase: “O que a senhora deseja, excelência?”. A testemunha questiona se é obrigada a dizê-la e a magistrada diz que não, porém insiste e rebate que “se ele não fizer isso, o depoimento terminará e não será considerado”. Depois pede novamente para ele parar de falar e o chama de “bocudo” — expressão usada para designar alguém que está falando demais.

Até o momento, a juíza não se pronunciou oficialmente sobre os incidentes ocorridos em 14 de novembro. Após uma solicitação da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SC), o TRT informou na terça-feira (28) a abertura de investigação. Horas depois, atualizou a informação, acrescentando a suspensão da juíza de novas sessões. “A suspensão da realização de audiências deverá ser mantida até a conclusão do procedimento apuratório de irregularidade ou eventual verificação de incapacidade da magistrada, com o seu integral afastamento médico”, diz a nota da decisão.

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp