27 de maio de 2024

Search
Close this search box.

Megaevento da Stock Car será no entorno do Mineirão, em BH

POR:

POR:

Redação

O BH Stock Festival será um megaevento, que reunirá velocidade, entretenimento e gastronomia. Em um marco histórico, a cidade de Belo Horizonte passa oficialmente a integrar o circuito anual da Stock Car, a principal categoria do automobilismo brasileiro. A capital mineira será uma das sedes da Stock Car nos próximos cinco anos, com as corridas sendo realizadas no entorno do Mineirão. A etapa de Belo Horizonte será no modelo de Circuito de Rua, com cerca de 3,2 mil metros, e a estrutura será montada ao redor do estádio. Além do entretenimento, as corridas atrairão investimentos e impulsionarão o turismo e a economia da cidade. A primeira corrida está marcada para ocorrer entre 15 e 18 de agosto de 2024, e a Stock Car passará a fazer parte do calendário do Gigante da Pampulha.

A Prefeitura de Belo Horizonte e as empresas organizadoras da competição firmaram um acordo para a realização da Stock Car na capital mineira. Com transmissão ao vivo para 153 países, o evento projetará internacionalmente Belo Horizonte e terá um impacto direto na geração de empregos e renda, na promoção de investimentos e no estímulo à economia local, com um aumento no consumo de bens e serviços, além do fortalecimento do turismo. Sérgio Sette Câmara, CEO da Speed Seven, uma das organizadoras do evento em Belo Horizonte, ressaltou a importância do apoio da prefeitura na organização do evento e destacou os benefícios que a realização do GP trará para a cidade. “Serão injetados R$ 200 milhões na economia do município e serão arrecadados cerca de R$ 20 milhões em impostos por ano. Este é um evento que impulsionará o setor hoteleiro, de bares e restaurantes. Esperamos criar cerca de 1.500 empregos diretos e indiretos”, comentou.

De acordo com a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), o evento poderá gerar um impacto de até R$ 284,6 milhões no município ao longo dos cinco anos de realização. A Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (Ipead) estima um impacto de até 0,08% no Produto Interno Bruto (PIB) de Belo Horizonte já em 2024.

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp