27 de maio de 2024

Search
Close this search box.

MINAS TRAVEL MARKET: Minascentro recebe primeira edição do evento

MINAS TRAVEL MARKET: Minascentro recebe primeira edição do evento
POR:

POR:

Redação

Foto: divulgação

Em dois dias de evento, feira estima receber cerca de 2 mil profissionais do turismo com caravanas de 19 estados do país

Nesta sexta e sábado (26 e 27) o Minascentro recebe a primeira edição do Minas Travel Market, evento B2B de turismo que substitui o antigo Salão do Turismo de Minas Gerais, da Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV). Inspirado e idealizado pelos mesmos criadores do Brazil Travel Market (BTM) – uma das maiores feiras de turismo da América Latina –, o encontro deve reunir cerca de 2 mil profissionais de turismo ao longo de dois dias de agenda.

Em novo formato, o evento optou pelo centro de experiências dada a possibilidade de ampliação do acesso de mais profissionais da área. Com localização privilegiada – em perímetro de forte impacto turístico, histórico e cultural – o espaço comporta simultaneamente mais de 8 mil pessoas por evento, considerando todos os ambientes multiusos que compreendem a área de mais de 23 mil m² do Minascentro.

Para além dos já consagrados atrativos gastronômicos e históricos que colocam a capital mineira como um efervescente polo turístico, Belo Horizonte também se destaca no circuito de grandes eventos culturais e de entretenimento, que atraem visitantes de todo o estado e de outras regiões do país. Esse fluxo de pessoas estimula a oferta de serviços e aumenta a arrecadação, o que vai de encontro às propostas da feira e suas possibilidades de diálogos e negócios. Centrado em intensificar o fortalecimento de parcerias, estimular o networking e catalisar novas oportunidades estratégicas no dinâmico universo do turismo, o Minas Travel Market deve receber caravanas com representantes de 19 estados do Brasil.

De acordo com a head de marketing do Minascentro, Ana Cristina Campos, é simbólico que o centro experiências faça parte desse novo momento do turismo em Minas Gerais, tendo em vista seu forte impacto nesse cenário ao longo da história: “A narrativa que precede o Minascentro se confunde, em vários capítulos, com a própria emancipação e desenvolvimento de Belo Horizonte. A começar pelo espaço físico: um exemplar da arquitetura neoclássica repleto de história, projetado no início do século XX e que fica numa área de intensa movimentação cultural e turística da capital. Além disso, as experiências que criamos, curamos e recebemos trazem a Belo Horizonte outras possibilidades de enxergar a cidade com um olhar de desenvolvimento, convergindo múltiplos valores intangíveis de altíssimo potencial turístico, cultural e de negócios”, destaca.

Conforme indicam os dados mais recentes da Belotur, Belo Horizonte vem apresentando bons números nos indicadores de atividades turísticas. A ocupação hoteleira, por exemplo, atingiu 65,65% de média mensal no último ano, com uma receita média por quarto (REVpar) de R$ 219 – números melhores do que no período pré-pandemia, segundo a ABIH-MG (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Minas Gerais). Ainda em 2023, foram registrados R$147,98 milhões recolhidos somente em impostos sobre serviços (ISS) relacionados às atividades parcialmente e tipicamente turísticas.

Entre os serviços que mais foram impactados com o ISS turístico em 2023 estão o transporte ferroviário e metroviário; os serviços de alojamento; as atividades recreativas, culturais e desportivas; as atividades de empresas de eventos; as atividades de agências e organizadores de viagens; os serviços auxiliares de transporte e os serviços de alimentação.

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp