24 de maio de 2024

Search
Close this search box.

O FENÔMENO OZEMPIC: Medicamento impacta o faturamento das redes de fast food e aumenta o lucro das empresas aéreas

POR:

POR:

Redação

O Ozempic, um remédio para emagrecimento, tornou a gigante farmacêutica dinamarquesa Novo Nordisk a empresa mais valiosa da Europa. A popularidade do Ozempic pode afetar os lucros de empresas como McDonald’s e PepsiCo, devido aos seus efeitos conhecidos de emagrecimento. Esse medicamento “imita” um hormônio relacionado ao apetite e à alimentação, estimulando a produção de insulina e reduzindo os níveis de glicose no sangue. Como resultado, as pessoas que o utilizam tendem a sentir menos fome e a consumir menos alimentos, o que pode levar à perda de peso. Esses efeitos podem reduzir o apetite por alimentos “viciantes”, como fast-food, o que pode impactar a popularidade e as ações dessas empresas.

Estrategistas do Barclays Bank expressaram preocupação com a influência nos preços das ações, já que um índice que rastreia empresas de alimentos embalados registrou uma queda de cerca de 14% este ano. Além disso, o uso do Ozempic pode levar a uma economia de US$ 80 milhões para as companhias aéreas. Se um passageiro perder, em média, 4,5 quilos, isso resultaria em uma redução de 812 quilos em cada voo, o que implicaria em uma economia de 104,5 milhões de litros de combustível por ano, de acordo com estimativas de analistas.

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp