28 de fevereiro de 2024

Search
Close this search box.

RÉVEILLON BH: Bebedouro promove virada de ano no cartão-postal de BH

RÉVEILLON BH: Bebedouro promove virada de ano no cartão-postal de BH
POR:

POR:

Redação

Foto: Vapor Comunicação

Localizado num dos cartões postais de BH, o Bebedouro está preparando uma programação especial para o seu réveillon. A casa fica na orla da Pampulha, com vista panorâmica para a Igrejinha, além de estar próxima a diversos pontos de queima de fogos de artifício, tradicionais na virada do ano. Haverá open wine e open chope de 19h até as 22h. Também será servida uma mesa de frutas no final do evento. Haverá atrações musicais para agitar a noite. Uma decoração charmosa está sendo preparada e a aposta é na carta de drinks, vinhos e espumantes. Ingressos no Sympla: https://www.sympla.com.br/evento/ano-novo-bebedouro/2253658

O Bebedouro fechou parceria com a Like Wine, que vai servir espumante direto do barril nas versões Tókio, um brut rosé, e Istambul, um branco moscatel.

Neste dia, a parrilla terá opções diferenciadas com proteínas da terra e do mar, como o salmão com legumes braseados, o pirarucu com aspargos e batatas ao murro, as ostras gratinadas e camarões grelhados. Haverá ainda uma clássica paella de frutos do mar, feita ao vivo. Da terra vem o charmoso T-bone e o tomahawk, dois cortes bovinos saborosos que serão preparados na parrilla da casa, além do assado de tira. O brisket e o carré de cordeiro, três outros tradicionais preparos nesse formato de churrasco.

A casa funcionará a partir das 19h e as reservas já podem ser feitas pela conta do instagram do Bebedouro.

Sobre o Bebedouro:

A Pampulha ganhou um bar especial, especializado em carnes e valorizando os drinks e cervejas artesanais. Com vista panorâmica para a famosa Igrejinha da Pampulha e para a roda gigante do Parque Guanabara, valorizando a represa que desde 2016 faz parte do patrimônio mundial da Unesco.

A gastronomia e a decoração são destaques da proposta principal. Uma parrilla foi idealizada por Diogo Manfredini, proprietário da casa. Ela utiliza vergalhões e ferragens e foi totalmente projetada por ele. E nesse equipamento, praticamente todos os pratos serão elaborados. Uma cozinha a base de fogo, como é tendência atualmente. O local é intitulado um bar de fogo.

No cardápio, entre as opções bovinas, tem picanha, fraldinha com mostarda, mignon com gorgonzola, T-Bone, tomahawk com manteiga de ervas são as opções feitas neste equipamento. Há ainda ostras, trazidas de Santa Catarina, gratinadas clássicas e também com bacon. Uma mistura exótica. Outro destaque é o pernil de cordeiro e a tulipa de frango a moda italiana. Nas grelhas ainda é preparado o salmão. A linguiça artesanal é servida em formato caracol e tem e a clássica panceta também é uma aposta. O Bacon é destaque. Ele é preparado com açúcar mascavo, que deixa ele crocante e realça o sabor.

Nas entradas tem as tostadas, torradas de salmão e também de tomate. Tem o croquete de carne, o camarão à romana, que vêm empanados com parmesão. Outras opções são o bolinho de bacalhau e as batatas rústica e a servida com pulled pork. Este último estrela um sanduíche com mozarela e sour cream. Tem um sanduíche de brisket com queijo canastra e vinagrete defumado. E o cheese burguer com costela e bacon.

O local é todo exclusivo, com móveis feitos por Diogo Manfredini, que também desenhou e executou vários projetos em bares da cidade e do Brasil.

O destaque da decoração é o paisagismo. Há três fontes de água em meio a folhagens exuberantes. Um clima de quintal, que inclui um galinheiro com velhos monitores de computador como ninhos onde as aves se abrigam. No local ainda haverá um cinema a céu aberto. Fora uma caminhonete Chevrolet dos anos 70, que foi transformada em tapping, com chopeiras e barris. Um charme. Há quatro lareiras espalhadas pela casa que receberão vinhos e espumantes no verão. Elas ficam instaladas no chão e podem ser reservadas para turmas, com serviço completo. No total, são 400 lugares em 1.400 metros quadrados.

No bar, chopes artesanais de Minas Gerais da Verace, e linhas Premium da AmBev. E muitos drinks exclusivos. São seis a base de gin, incluindo o Bebedouro, com xarope de grenadine, tônica, espuma de gengibre e pimenta rosa. Outros clássicos como o Kir Royale e Aperol Spritiz, mais quatro opções a base de vodca e outros a base de Jack Daniel’s e suas versões e mais caipis. Tem ainda o Tóquio Mule, com saque e espuma de gengibre. Pra fechar, mais duas opções não alcoólicas. Haverá ainda open wine em dias específicos.

O Bebedouro de BH é inspirado no homônimo de Curitiba, que foi inaugurado em 1977 no Largo de mesmo nome, no Largo da Ordem, local histórico da capital do Paraná. Um dos destaques da casa eram os camarões que também estarão no cardápio que vai chegar aos mineiros agora. O estabelecimento lá ficava ao lado do teatro e era frequentado por artistas e famosos. Dona Angela, que além de comandar a cozinha e a gestão da casa, fazia questão de ir a cada mesa e cantar uma música para alegrar os clientes. O bar funcionou até 1983 e marcou a história da cidade. 

Bebedouro Bar e Fogo

https://www.instagram.com/bebedourobarefogo/

Otacílio Negrão de Lima 1835 – São Luiz

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp