3 de março de 2024

Search
Close this search box.

SETOR IMOBILIÁRIO DEVE CRESCER EM 2024: Dados confirmam previsão de bons resultados para o ano

SETOR IMOBILIÁRIO DEVE CRESCER EM 2024: Dados confirmam previsão de bons resultados para o ano
POR:

POR:

Redação

O mercado imobiliário mineiro fechou 2023 com excelentes números e a previsão é de mais crescimento para 2024. Segundo levantamento do Sindicato da Indústria da Construção Civil de Minas Gerais (Sinduscon – MG), em 2023, o estado foi responsável por 7,5% do total de imóveis novos comercializados em todo o país. Foram 17.706 dos 234.912 imóveis negociados no território nacional. Em valores, isso representa R$ 8.922,00 bilhões, o que corresponde a quase 7% do total vendido no Brasil (R$ 129 bilhões).

Ainda segundo dados da Sinduscon-MG, só a capital mineira responde por 20,7% ou 3.663 das 17.706 unidades vendidas em Minas Gerais. Nos primeiros 10 meses de 2023, Belo Horizonte e Nova Lima foram responsáveis pela venda de cerca de 4.500 imóveis.

Com quase 48 anos de atuação consistente no setor, o Grupo Concreto corrobora estes resultados positivos. Prova disso é que a empresa lançou, nos últimos anos, empreendimentos como coworkings, hotéis, construções prediais, loteamentos e projetos de infraestrutura. Os produtos ficaram marcados pela arquitetura sofisticada, qualidade, eternicidade e foram sucesso de vendas.

Em 2023, o Grupo Concreto inaugurou, com o Grupo JAB, o Parque Industrial Logístico Joseph Bacha. As margens da BR 381, o empreendimento conta com mais de 847.000 m² de área urbanística total e diversas opções de lotes que vão de 2.900 m² a 150.000 m². Junto ao lançamento do loteamento, o túnel homônimo foi entregue para a cidade de Betim, criando mais conectividade com as principais vias de acesso às capitais do país. Outros projetos residenciais do grupo figuraram entre os principais lançamentos residenciais do mercado como o Ânima no Carmo Sion e o edifício Ruah também na região Centro-Sul, bem próximo à Savassi.

Além disso, diversas novidades ainda prometem contribuir para o aquecimento do setor em 2024. No mercado de alto luxo, uma das entregas mais esperados da Concreto junto ao Grupo JAB e ao Grupo Bamaq (Porshe e Minas Máquinas), promete mudar o conceito de condomínios residenciais. O Três Vales é guiado pela busca por mais qualidade vida com a premissa de unir esporte, natureza e moradia.

O condomínio oferece ainda uma área verde de 490.000 m² composta por parques, lagos, praças, trilhas para mountais-bike e caminhada, quadras poliesportivas, espaço teen e kids. Com quase 100% dos lotes vendidos, o Três Vales conta com projeto de Gustavo Penna e paisagismo assinado por Luiz Carlos Orsini e está a apenas 15 minutos do BH Shopping e a 5 minutos de uma vasta gama de serviços em Nova Lima.

“Nós temos uma atuação muito diversificada, que vai desde produtos de alto padrão, média renda até loteamentos, tanto na área industrial quanto em empreendimentos residenciais. Nos últimos anos nos empenhamos em trabalhar com uma arquitetura muito sofisticada, buscando modernizar a empresa, mas sempre mantendo premissas inegociáveis: qualidade, eternicidade e construção com o mínimo de manutenção”, comenta o diretor da Concreto, Miguel Safar Filho.

Expectativas para 2024

Um dos segmentos que mais impulsionaram o setor imobiliário, o mercado de luxo, cresceu cerca de 324% nos 10 primeiros meses de 2023, segundo a Sinduscon-MG. A comparação impressiona: enquanto em 2022 foram vendidos 170 unidades desse padrão, com preços que variam de R$ 1,5 milhão a R$ 3 milhões, neste ano o número chegou a expressivos 721 imóveis vendidos.

A previsão da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) é que o setor imobiliário avance mais 2,4% neste ano. O dado representa um aumento em relação à média nacional que deverá crescer cerca de 2% ao longo de 2024.  Com diversas entregas e projetos em andamento, o Grupo Concreto é um exemplo de como esse mercado seguirá forte e aquecido no próximo ano.

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp